Adriana Izabel de Britto faleceu sábado, aos 44 anos - Reprodução/FN

Em um vídeo que está repercutindo nas redes sociais, Paula Kerber cobra esclarecimentos sobre a causa do falecimento de sua irmã, Adriana Izabel de Brito, de 44 anos, ocorrida no último sábado, dia 18, no Hospital Montenegro. Ela diz que procurou esclarecimentos junto ao hospital e Secretaria da Saúde. “Estou revoltada. Sem respostas”, protestou. O caso ganhou repercussão estadual, sendo destaque na manhã de hoje, segunda-feira, no programa Bom Dia Rio Grande da RBS TV.

Paula Kerber diz que irmã tinha sintomas de coronavírus, mas não foi feito teste
– Facebook/Reprodução

Paula estranhou que no atestado de óbito consta causa desconhecida e asma. Ela diz que a irmã reclamava de problemas respiratórios e febre faz mais de uma semana, quando procurou o hospital. “Ela tinha asma, mas não era tão grave para levar a óbito”, afirma. Questionou que, mesmo com os sintomas de coronavírus, não foi feito teste nela. E também não foram feitos exames nos familiares. Segundo Paula, o velório ocorreu com protocolo de coronavírus, com caixão fechado, poucos minutos de despedida e em seguida o enterro.

A direção do Hospital Montenegro vai conceder entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, quando os fatos devem ser esclarecidos. Mas o diretor do HM, Carlos Batista da Silveira, explicou que o hospital não tem teste rápido e que a direção não intervém na decisão médica de coletar ou não material para exame. Mesmo assim os fatos serão apurados.

1 COMENTÁRIO

  1. E pq não coletaram o material genético e mandaram fazer no Lacen??? Montenegro única cidade descumprindo a ordem de fechamento do comércio. Ocultando casos de coronavirus ?

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here