Unidade de Montenegro deverá ser ampliada, aumentando a produção e empregos - Crédito: Guilherme Baptista/FN

Maior produtora e exportadora de frangos e suínos do Brasil, a Seara Alimentos, controlado pelo grupo JBS (líder mundial no processamento de carne bovina, ovina e de aves), anunciou um grande investimento no país, na ordem de 8 bilhões de reais. Só nas suas unidades do Rio Grande do Sul, que inclui o frigorífico e fábrica de rações de Montenegro, onde assumiu a antiga Frangosul (Doux), o investimento deverá ser na ordem de R$ 1 bilhão.

Anúncio de novos investimentos no Estado ocorreu em reunião de diretores da JBS com o governador Eduardo Leite
– Crédito: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini

Na última sexta-feira, dia 10, diretores da JBS estiveram reunidos com o governador Eduardo Leite no Palácio Piratini, em Porto Alegre. Na ocasião, foi informado que quase R$ 640 milhões serão voltados para o setor agropecuário, na ampliação da capacidade de frango, suínos e alimentos processados. E outros cerca de R$ 400 milhões serão empregados no setor industrial das unidades que a JBS já possui no Estado, incluindo Montenegro, Ana Rech, Caxias do Sul, Garibaldi, Passo Fundo, Seberi/Três Passos e Trindade do Sul. Os investimentos devem ocorrer ao longo deste ano e em 2021.

Além de mais empregos e retorno de ICMS, o investimento da JBS deverá impulsionar ainda mais a produção de frangos e de suínos na região. O setor já está entre as principais atividades econômicas de grande parte dos municípios do Vale do Caí, que investiram no apoio dos produtores para a construção de aviários e pocilgas. E o auxílio aos agricultores tem dado bom resultado. Com mais o investimento que devem realizar os próprios produtores para atender a nova demanda de produção, calcula-se que o projeto de expansão da JBS no país deverá injetar cerca de 13 bilhões na economia do país nos próximos cinco anos.

Em abril do ano passado o Fato Novo já tinha noticiado, após reunião entre o prefeito de Montenegro, Kadu Müller, e um diretor da JBS, que a empresa planejava investir R$ 36 milhões em sua unidade no município. O investimento seria numa unidade de fatiados, visando ampliar a produção de mortadela, presunto e outros produtos. Outra meta era chegar ao abate de 500 mil frangos ao dia, sendo que na época estaria em 388 mil. Para isso é importante o apoio para a instalação de novos aviários, além de ampliações, o que vai representar também mais investimentos na agricultura. A intenção era de aumentar a compra de frangos em 50% junto aos produtores integrados.

Faz cerca de sete anos que a JBS assumiu as antigas unidades da Doux Frangosul em Montenegro. A possibilidade de investimentos, através de ampliação da unidade, é uma boa notícia para o setor, já que a JBS é uma das maiores indústrias de Montenegro e da região, com grande retorno de ICMS e maior empregadora do Vale do Caí. Atualmente a JBS já gera cerca de 2 mil empregos diretos, incluindo o frigorífico, empanados e a fábrica de ração. Se for considerar outros empregos em fornecedores, como os próprios produtores rurais, mais motoristas, serviços e tudo que gira no em torno, além do comércio, passa de dez mil empregos. E para a Prefeitura, a JBS é uma das empresas que mais dá retorno em ICMS, que é a principal fonte de recursos para melhorias a manutenção e melhorias no município.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here