Casal de filhos têm doença rara e mãe luta contra o câncer - Facebook/Reprodução

Uma família que mora no bairro Senai, em Montenegro, está enfrentando grandes dificuldades devido aos graves problemas de saúde. A mãe, Vânia Padilha de Mattos, de 37 anos, luta contra um câncer. E um casal de filhos, de 10 e 11 anos, são deficientes físicos devido a uma doença rara. Eles dependem da ajuda da comunidade. Para piorar a situação, a família tem que deixar o apartamento onde reside, no Residencial Erico Veríssimo, porque a proprietária pediu o imóvel. E ainda não tem para onde ir.

Conforme Margarete Padilha Marnatti, avó das crianças e mãe de Vânia, são inúmeras as dificuldades. Os dois netos, Régis, de 11 anos, e Camila, de 10, não falam e não caminham. “Eles não sentam. Não tem firmeza”, explica. São totalmente dependentes. Para se locomover usam cadeiras de rodas que foram doadas pela AACD. Vânia explica que a causa da doença ainda está em investigação genética, mas o diagnóstico teria sido de Síndrome de Fukuyama. É uma distrofia muscular progressiva congênita caracterizada por malformações cerebrais, alterações distróficas no músculo esquelético, défice intelectual grave, epilepsia e comprometimento motor.

Segundo Margarete, o pai das crianças acabou os abandonando e não foi mais localizado. Com isso, as crianças também não recebem pensão. Numa tentativa de fazer um transplante de células tronco para melhorar a saúde de Régis e Camila, a mãe Vânia teve a filha Suelen, em outro relacionamento. A menina, hoje com 9 anos, nasceu saudável. Mas o tratamento com as células tronco não deu resultado. Suelen, mesmo bem novinha, tem ajudado muito a mãe a cuidar dos irmãos.

Comunidade pode ajudar a família de Montenegro através de doações
– Facebook/Reprodução

A comunidade tem ajudado. Contas de aluguel e luz foram colocadas em dia. Alimentos também foram doados. Mas ainda não é suficiente. A ajuda pode vir através de fraldas dos tamanhos XXG e XG, que as crianças utilizam, e do leite especial que o Régis precisa. O benefício que a família recebe, de prestação continuada para as crianças, não tem suficiente para cobrir todas as despesas. Ainda mais que um dos benefícios teria sido cortado. Mesmo que se consiga fraldas, leite e medicamentos junto a Secretaria Municipal da Saúde, não tem sido suficiente para atender toda a necessidade. As crianças estavam fazendo fisioterapia, que é importante para o tratamento. Também iam à AACD. Mas tem a dificuldade do transporte.

Como ajudar

A mãe Vânia luta contra um câncer de mama desde 2011. Fez tratamento de quimioterapia e cirurgia. Neste ano foi diagnosticado um novo tumor, desta vez na coluna. Fez nova cirurgia e segue em tratamento. Sua maior preocupação é que devido à doença não consiga cuidar dos filhos e por isso precisa da ajuda dos familiares e da comunidade. Além de um novo imóvel para morar, necessita de fraldas e leite. Doações podem ser feitas na conta da Caixa Econômica Federal, agência 0504, operação 013, conta número 00123053-2. Mais informações pelos telefones 98474 5702 (Vânia) ou 99846 6673 (Margarete).

Deixe seu comentário