Trabalho inclui levantamento de dados técnicos, financeiros, estruturais e sociais do hospital - Crédito: Arthur Krug/COM+

O Banrisul firmou acordo com o Hospital Sírio-Libanês para a realização de diagnóstico em oito instituições de saúde do Rio Grande do Sul, com foco no estudo de mercado, revisão do perfil epidemiológico dos hospitais, avaliação da infraestrutura assistencial, indicadores de produção, recursos humanos, governança e indicadores econômico-financeiros. Será um estudo completo das instituições de saúde selecionadas. O Hospital Montenegro (HM) foi o primeiro dos oito hospitais participantes a ser convidado a integrar o projeto. O trabalho, que deverá durar cinco semanas, será custeado pelo Banrisul. A ideia é fazer um levantamento de dados técnicos, financeiros, estruturais e sociais da casa de saúde montenegrina.

Os trabalhos no HM iniciaram na quarta-feira, no auditório da instituição, e contaram com o consultor do Sírio-Libanês, Luís Paulo Martin, que apresentou para a direção e representantes das diferentes áreas do Hospital o escopo do trabalho que será desenvolvido. Após as duas semanas de diagnóstico interno, os resultados coletados serão avaliados pelo Hospital Sírio-Libanês em sua sede, em São Paulo, e posteriormente será entregue a primeira prévia de relatório para o Banrisul.

A parceria com o Sírio-Libanês é um marco importante para o HM, por se tratar de um dos mais importantes centros médicos da América Latina. O diretor do Hospital Montenegro, Carlos Batista, exemplifica: “na área de segurança do paciente, por exemplo, a ideia é que se traga um técnico do Sírio-Libanês aqui para verificar o serviço e auxiliar no que precisar ser feito, e assim em todas as outras áreas do hospital”.

Trabalho deverá durar cinco semanas e será custeado pelo Banrisul
– Crédito: Arthur Krug/COM+

Deixe seu comentário