Marileia Aparecida de Oliveira Policeno, de 62 anos, deixou o Hospital Montenegro após 12 dias internada - Crédito: HM

A pandemia está avançando agora no inverno, com mais casos confirmados de coronavírus, assim como de internações e até registros de óbitos. A preocupação aumenta, assim como a necessidade de redobrar as medidas de prevenção, com a comunidade devendo fazer a sua parte. Por outro lado o comércio e serviços sofrem com as restrições, que provocam dificuldades econômicas e desemprego.

São tempos difíceis, que serão superados. E é importante nestas horas destacar o trabalho dos “heróis” da saúde, que estão na linha de frente de combate ao vírus e salvando vidas. Prova disso é que a grande maioria dos pacientes que são internados e têm sua saúde agravada pelo coronavírus, inclusive correndo risco de vida, estão sendo recuperados graças ao empenho dos profissionais de saúde e a boa estrutura dos hospitais da região. Médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e demais profissionais que trabalham sob tensão, mas não medem esforços para recuperar os pacientes.

Montenegro tem os maiores hospitais da região, ambos com unidades de tratamento intensivo (UTIs) que recebem pacientes de toda a região e até de cidades mais distantes. Somando os atendimentos de casos de coronavírus nos dois hospitais de Montenegro, 42 pacientes foram salvos até esta última semana.

Na tarde da última terça-feira, 07, a paciente Marileia Aparecida de Oliveira Policeno, de 62 anos, moradora de Montenegro, recebeu alta do Hospital Montenegro 100% SUS. Após 12 dias de internação, ela que estava internada por ter contraído o Coronavírus, deixou a Instituição muito emocionada e agradeceu a todos que ajudaram em sua recuperação.Desde 06 de abril de 2020 até a data de 08 de julho de 2020, HM já contabilizou 15 altas a pacientes acometidos pela COVID-19, dos Municípios de Tupandi, Montenegro, Teutônia, Pareci Novo e Capela de Santana, com faixa etária variando entre 20 e 99 anos.

Publicado por Hospital Montenegro 100% SUS em Quarta-feira, 8 de julho de 2020

No Hospital Montenegro (HM), que oferece atendimento gratuito através do sistema 100% SUS, desde 6 de abril até esta última semana, 15 pacientes acometidos de Covid-19 tiveram alta após tratamento. Pacientes de Montenegro e outras cidades como Tupandi, Teutônia, Pareci Novo e Capela de Santana, com idades que variam entre 20 e 99 anos, que conseguiram se recuperar no HM. Foi o caso de Marileia Aparecida de Oliveira Policeno, de 62 anos, moradora de Montenegro, que após 12 dias de internação devido ao coronavírus, deixou o hospital na última terça-feira, dia 7, fazendo questão de agradecer a todos que ajudaram em sua recuperação. “Obrigado a todos! Sem vocês nós não somos ninguém. Fui muito bem atendida. Todo mundo se junta, numa só sinfonia, para salvar vidas”, agradeceu, elogiando toda a equipe de profissionais, enquanto saia sob aplausos.

Na semana anterior, após 18 dias de internação, o paciente Leandro Rudinei Santos Fribel  recebeu alta do Hospital Montenegro, também vencendo a batalha contra o coronavírus. Rudinei, que esteve internado na emergência, UTI e unidade de internação, tem 46 anos. E igualmente saiu sob aplausos na terça-feira passada.

O Hospital Montenegro, após receber seis novos respiradores mecânicos (ventiladores pulmonares), da marca Veg, enviados pelo Ministério da Saúde, vai ampliar o número de leitos para tratamento de Covid-19. Além dos dez leitos da UTI, uma nova sala especial está sendo preparada junto da Unidade de AVC, onde serão instalados os respiradores. Além disso, médicos e profissionais de saúde também estão sendo contratados.

O HM divulga diariamente o Informe Epidemiológico. Conforme o boletim de ontem, sexta-feira, o hospital tinha 2 casos confirmados e um caso suspeito internados na UTI. Já no setor de internação tinham 3 casos suspeitos e 6 confirmados.

Hospital Unimed já recuperou 27 pacientes do coronavírus

O Hospital Unimed Vale do Caí, situado em Montenegro, tem obtido grande sucesso na recuperação de pacientes com coronavírus. Segundo o último boletim, 27 pacientes tiveram alta após terem contraído Covid-19. De acordo com informe epidemiológico da última quinta-feira, tinham 2 casos suspeitos e 9 confirmados que se encontravam internados.

Marcelo Schneider foi um dos primeiros a se recuperar do coronavírus após 12 dias no CTI do Hospital Unimed
– Crédito: Unimed

Até mesmo pacientes que chegaram ao Hospital Unimed em estado grave foram recuperados e saíram curados. Foi o caso do caminhoneiro Marcelo José Schneider, de 46 anos, de Harmonia, que ficou 12 dias no CTI, num dos primeiros casos de recuperação da Covid-19 na região, ainda em abril. Ele também elogiou muito o atendimento no hospital, principalmente os médicos e equipe de enfermagem. “São anjos na terra”, declarou.

O Hospital Unimed tem adotado cuidados especiais, com uma ótima estrutura que inclui central de triagem, ala especial e até a central de atendimento coronavírus que passa orientações de médicos de forma gratuita para os clientes da Unimed. Na semana passada também ocorreu a Semana de Capacitação da Segurança do Paciente, com palestras para orientar os colaboradores em relação as metas de segurança do paciente. Em razão da pandemia, as palestras foram transmitidas através da internet.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here