Pacote de melhorias nas rodovias foi anunciado hoje por Eduardo Leite - Crédito: Itamar Aguiar/Palácio Piratini

O governador Eduardo Leite anunciou, nesta segunda-feira, dia 17, no Palácio Piratini, em Porto Alegre, um pacote de investimentos em estradas, com recursos disponibilizados pelo Estado e pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Deverão ser investidos 301 milhões de reais neste ano para melhorar o sistema rodoviário estadual.

Eduardo Leite admitiu que tem escutado muitas reclamações sobre as condições das estradas, mas informou que vai priorizar as rodovias que são tão importantes para o desenvolvimento do Estado. Informou que serão priorizados trechos em piores condições, além do atendimento de demandas judiciais, pagamentos de dívidas com empresas e a continuidade de obras que estavam paralisadas.

Foto da buraqueira na Costa da Serra, registrada pela reportagem do Fato Novo, foi mostrada no anúncio do governador
– Crédito: Guilherme Baptista/FN

No material apresentado durante o anúncio, uma das rodovias citadas é a VRS 874, com R$ 1,5 milhão para sinalização e drenagem no trecho de São José do Hortêncio. Também R$ 3,3 milhões para a recuperação de 20 quilômetros da RS 122 entre São Vendelino e Farroupilha. Ainda um convênio com o município de São Pedro da Serra para o investimento de R$ 281.896. Mas a rodovia em piores condições no Vale do Caí, que receberá R$ 1 milhão para a conclusão dos trabalhos de restauração, é a ERS 411, na ligação de Montenegro com Brochier e Maratá. Inclusive uma das fotos apresentadas no material do Governo, mostrando a buraqueira na ERS 411, foi registrado pela reportagem do Fato Novo.

Na localidade de Costa da Serra, em Montenegro, as obras na ERS 411 foram abandonadas em outubro do ano passado, após a retirada do asfalto em alguns trechos e deixando a pavimentação em péssimas condições. Além dos transtornos, os buracos têm causado danos nos veículos e acidentes. Houve protesto, com bloqueio da rodovia por moradores e usuários. A Justiça deu um prazo de 30 dias para o Daer retomar os trabalhos, sob pena de multa de R$ 5 mil ao dia, mas ainda tinha um impasse entre Governo e empresa responsável. Na última quinta-feira, dia 13, o secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, esteve na Costa da Serra e garantiu que a obra será retomada em breve. Agora com o anúncio oficial do governador e definição do investimento de R$ 1 milhão, a expectativa é de reinício ainda nesta semana. Até porque, o prazo dado pela Justiça já venceu. O contrato para melhorias em todo o trecho da rodovia, entre Montenegro, Brochier e Maratá, é de R$ 6 milhões.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here