Prefeito Kadu e secretário de obras Argus Machado conferiram o projeto que inclui restauração do telhado e da quadra do ginásio no Parque Centenário de Montenegro - Crédito: ACOM/Prefeitura

Palco das grandes glórias do esporte montenegrino, como das conquistas do voleibol da Frangosul e de títulos do futsal, o ginásio Domingos dos Santos, o “Domingão”, não recebe jogos faz mais de 14 anos. Virou uma casa de pombas, que espalham fezes e aves mortas pela quadra e arquibancadas. Inaugurado em 1973 junto com o parque, no centenário do município, o ginásio também está destelhado, com vidros quebrados e o piso da quadra apodrecendo. Caiu no total descaso e abandono. Chegou a ser feita uma reforma, mas desde que quebraram telhas no temporal de fevereiro de 2013, o caso foi parar na Justiça. Agora finalmente foi dado um passo importante para a sua restauração.

Além do telhado, a quadra (foto) também terá de ser recuperada
– Guilherme Baptista/FN

A previsão da Prefeitura é de que as obras iniciem ainda no primeiro semestre deste ano. O prefeito Kadu Müller homologou nesta segunda-feira, dia 21, o processo que prevê a contratação de empresa para realização de reformas do ginásio, conforme memorial descritivo, planilha orçamentária, cronograma físico-financeiro e projetos. A execução da obra, que nesta etapa está na fase de adjudicação, será conduzida pela empresa Potencial Construções Eirelli, de Bom Princípio.

Segundo a Secretaria Municipal de Obras Públicas, a reforma do ginásio “Domingão” terá um investimento de R$ 275.713,61, através de recursos próprios. A obra contempla intervenções como reforma da cobertura; construção de sanitário PNE e adaptações de acessibilidade; recuperação de esquadrias; instalação de corrimãos; ajustes elétricos; PPCI (plano de prevenção de incêndio); execução do piso da quadra e pintura geral interna e externa.

E o Azulão?

Outro ginásio que ainda está interditado é o Normélio Petry, mais conhecido como “Azulão”. Inaugurado em 1988, durante o Festa & Festa, está fechado desde 2017 para conserto de problemas na fiação elétrica, quadra, telhado e janelas. A liberação ainda depende da aprovação do Plano de prevenção contra incêndio (PPCI) para que tenha o alvará dos bombeiros e possa ser novamente aberto à comunidade.

2 COMENTÁRIOS

    • Bom dia Sílvio.
      Obrigado pelo seu aviso. O jornalista logo reparou o erro e o corrigiu no site.
      De qualquer forma, agradecemos a sua atenção, pois muitas vezes erros não são
      percebidos e a ajuda dos leitores é muito bem-vinda.
      Abraço,
      Daniel

Deixe uma resposta para Daniel Fuchs Klein Cancelar resposta

Deixe um comentário
Please enter your name here