Sino de ferro, que era usado para fazer a comunicação com os passageiros da época, avisando-os das saídas dos trens, voltou para a antiga Estação Férrea - Crédito: ACOM/Prefeitura

O som das sirenes anunciava a chegada do símbolo máximo dos festejos da Pátria. O fogo simbólico, trazido pela Liga de Defesa Nacional do Rio Grande do Sul, começou a emanar seu calor, logo cedo da manhã de segunda-feira, dia 16, na frente da Estação da Cultura de Montenegro. Para marcar a sua chegada, um ato solene foi organizado no prédio e reuniu autoridades locais, militares do Exército e da Brigada Militar e pessoas da comunidade montenegrina.

Centenário banda da Brigada participou do evento
– Crédito: ACOM/Prefeitura

Durante a solenidade, aconteceu a distinção aos homenageados da Semana da Pátria no município: o coronel da reserva Álvaro Raul Cruz Ferreira e a representante da área da saúde, médica e funcionária pública Belkis Mari Stoffel Efrom, que receberam um certificado de serviços prestados. Um dos homenageados, inclusive, propiciou um ato histórico durante o evento. Um objeto, que pertencia à antiga estação ferroviária de Montenegro, voltou ao seu lugar de origem. Trata-se de um sino de ferro, que era usado para fazer a comunicação com os passageiros da época, avisando-os das saídas dos trens.

Essa transferência de guarda foi feita pelo coronel da reserva da BM, Álvaro Raul Cruz Ferreira, que recebeu o sino do pai, Luis Silva Ferreira, que atuou como ferroviário no município. A família, então, devolveu o objeto ao acervo nesta segunda-feira. O sino estava com eles desde 1965, quando o pai do coronel foi transferido para outra cidade. Durante o evento, houve também a benção ecumênica do artefato.

Fogo simbólico foi acesso na Estação da Cultura
– Crédito: ACOM/Prefeitura

Segundo o responsável pela equipe de condução da centelha, coronel Ataíde Moraes Rodrigues, a trajetória do fogo simbólico é um testemunho de brasilidade e, no âmbito local, um ato de amor por Montenegro. Ele ainda agradeceu à cidade pelo acolhimento de sempre à comitiva da chama. O fogo da Pátria anuncia as comemorações dos 199 anos da Independência do Brasil e ficará acesa até 7 de setembro.

O prefeito de Montenegro, Gustavo Zanatta, ressaltou a importância do amor e da contribuição que todos precisam dar à Pátria. “Ela, assim como a família, depende dos esforços individuais e coletivos”, destacou o chefe do Executivo. Além disso, Zanatta exaltou o trabalho realizado pelos dois homenageados, não só por Montenegro, mas por toda a sociedade. O evento também contou com a centenária Banda de Música da Brigada Militar.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here