- Reprodução/FN
Nos últimos dias, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Vigilância Sanitária, tem recebido denúncias sobre a atuação de falsos agentes de combate a endemias em Montenegro. São indivíduos que se passam por servidores da Vigilância, que trabalham no combate à Dengue, para entrar nas casas e cometer delitos. A informação é que os casos teriam acontecido no bairro São Paulo, em Montenegro.
Segundo a chefe da Vigilância, Beatriz Garcia, a Bia, é importante que a comunidade tome cuidado na hora de atender qualquer pessoa na porta de sua casa. Para evitar problemas, Beatriz garante que o setor toma diversas medidas para que a população possa confirmar, com facilidade, se os agentes são mesmo da Prefeitura. Uma das formas de identificar os servidores da Vigilância é por meio do uniforme. Beatriz destaca que todos os agentes utilizam jaleco, com o logo do Município, e crachá de identificação. Além disso, o setor possui um telefone para o qual as pessoas podem ligar para confirmar se os visitadores são mesmo do poder público. O número é 3632-1113. “As pessoas podem ligar perguntando se a Vigilância está mesmo realizando atividades naquele bairro ou dando o nome dos servidores, para confirmar se eles pertencem, de fato, ao setor”, explica.
Beatriz lamenta que esse tipo de atitude aconteça e destaca que isso só atrapalha o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue. “Ações como essa deixam as pessoas receosas e impedem um trabalho ágil e de qualidade na fiscalização contra a Dengue”, salienta. Segundo a chefe da Vigilância, as autoridades já estão sabendo do ocorrido. Além disso, a Vigilância tem reforçado para que os agentes expliquem a dinâmica de confirmação para que a comunidade se sinta segura na hora de recebê-los. “Queremos que a população fique tranquila e saiba que os verdadeiros agentes têm o propósito de proteger a comunidade contra o mosquito”, ressalta Beatriz.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here