Pagamento poderá ser feito em parquímetros (foto), para monitores, pontos de venda e por aplicativo - Crédito: Guilherme Baptista/FN

O prefeito Kadu Müller assinou nesta quinta-feira, dia 24, o contrato de prestação de serviços que visa implantação, manutenção, operação e gerenciamento do sistema de estacionamento rotativo pago, denominado “Zona Azul”, em ruas da área central de Montenegro.

O contrato, junto à empresa Serbet Sistema de Estacionamento Veicular do Brasil Ltda, tem duração de cinco anos. Durante o ato de assinatura, acompanhado pelo Chefe de Gabinete, Rafael Riffel; pelo Secretário Municipal de Obras Públicas, Ronaldo Buss; e pela Gerente de Contratos e Convênios, Cleusa Marca, Kadu ressaltou o quanto a ação contribui para o desenvolvimento de Montenegro.

Com a assinatura realizada, a empresa passa há ter noventa dias para promover a implantação do projeto. A empresa Serbert já atua em 22 cidades, de oito Estados. É possível que, com a instalação de equipamentos e contratação de pessoas, além da sinalização, a cobrança inicie até o final deste ano.

Como vai funcionar

Cinco anos após terminar a Faixa Nobre com o estacionamento rotativo pago, a cobrança vai retornar ao centro de Montenegro como forma de disciplinar o trânsito, já que faltam vagas e está bastante congestionado.

Conforme o diretor de trânsito, a empresa vai fazer a sinalização viária das 1.160 vagas previstas, distribuídas no perímetro urbano (veja a relação das ruas, abaixo).  O valor cobrado por cada vaga pela utilização de uma hora de estacionamento será de 2 reais, admitindo-se o pagamento mínimo de 1 real para meia hora. O tempo máximo de estacionamento no mesmo local será de duas horas, com o pagamento de 4 reais.

Terão vagas específicas para motos, bicicletário e também contêiner.  Motos serão isentas de pagamento, porém, estarão proibidas de estacionarem nas vagas destinadas para os carros.

A empresa vencedora do certame terá que repassar ao Município 22,53% do arrecadado no estacionamento rotativo, que é conhecido como Área Azul. Quanto à forma de pagamento pelos usuários, ao estacionarem nas áreas de cobrança do rotativo, Airton informou que os motoristas terão várias alternativas: parquímetro, agentes de cobrança, pontos de vendas e até por aplicativos.

Até que a Guarda Municipal esteja habilitada para atuar no trânsito, a fiscalização será efetuada por monitores da concessionária, que vão acionar a Brigada Militar em caso de descumprimento, estando então os proprietários de veículos sujeitos a multa e até recolhimento por guincho. “Já fizemos reunião com a Prefeitura. A Guarda Municipal está em processo de habilitação. Até que isso ocorra, iremos realizar a fiscalização”, declarou o comandante do 5º BPM, tenente-coronel Rogério Pereira Martins. “Já temos uma patrulha que atua em horário comercial e na região central, que poderá ser com PMs com motocicletas, abrangendo uma área maior”, completa. Já a empresa deverá colocar um veículo dotado de câmeras, que fará a leitura e espelhamento dos carros estacionados na Zona Azul, facilitando para verificar quando não tiver sido efetuado o pagamento.

Dias e horários de funcionamento

De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. Aos sábados, das 8h às 12h. Em dezembro, período de festas, a cobrança acontecerá de segunda a sábado, das 9h às 18h.

Ruas em que será cobrado estacionamento:

  • Rua Ramiro Barcelos – entre as esquinas com Antônio Marques e Fernando Ferrari;

 

  • Rua João Pessoa – entre as esquinas da Rua Santos Dumont e da Fernando Ferrari;

 

  • Rua Capitão Cruz – entre as esquinas da Rua Santos Dumont e da Fernando Ferrari;

 

  • Rua Santos Dumont – entre as esquinas da Rua Capitão Cruz e da João Pessoa;

 

  • Rua Osvaldo Aranha – entre as esquinas da Rua Capitão Cruz e da João Pessoa;

 

  • Rua Olavo Bilac – entre as esquinas da Rua Capitão Cruz e da João Pessoa;

 

  • Rua São João – entre as esquinas da Rua Capitão Cruz e da João Pessoa;

 

  • Rua José Luiz – entre as esquinas da Rua Capitão Cruz e da Dr. Flores. (GSB)

 

Foto: parquímetro Poá 2 – Parquímetros poderão ser utilizados para o pagamento

Crédito: Prefeitura de Porto Alegre

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here