Após muitas reclamações, Prefeitura garante que maioria das estradas recebeu melhorias - Crédito: ACOM/Prefeitura

Na abertura da safra de citros deste ano, dia 24 de maio, na localidade de Santos Reis, ocorreu um grande protesto de agricultores cobrando melhores estradas no interior de Montenegro. Na ocasião, o prefeito Kadu Müller e o secretário municipal de Desenvolvimento Rural, Ari Müller, prometeram que em questão de 60 dias as estradas estariam em melhores condições.

Prefeito Kadu e secretário Ari Müller concederam entrevista coletiva
– Crédito: Guilherme Baptista/FN

Em coletiva de imprensa, realizada ontem, quinta-feira, dia 18, o prefeito Kadu e o secretário Ari divulgaram dados referentes aos últimos dois meses de trabalho em relação às estradas do interior. “Ao todo, até o momento, foram atendidas praticamente todas as localidades do interior onde 500 dos 600 quilômetros já receberam algum tipo de intervenção”, disse Ari, ao explicar que, mesmo assim, as medidas são paliativas com objetivo de garantir a trafegabilidade nos trechos. Um planejamento por áreas, posterior a setembro, deve ser implantado e conduzido para ampliar as condições das vias.
Patrolagem, aberturas de valetas, colocação de brita, pó de brita e saibro, são alguns dos movimentos que integram as ações da Prefeitura neste cenário que, hoje, conta com uma frota maior envolvendo veículos e maquinário, em comparação há anos atrás. “O maquinário em atividade e a capacidade de aquisição de materiais é uma realidade de hoje da nossa Administração. O parque de máquinas, assim como a frota da Secretaria, está se ampliando a cada dia. Assim, as condições das atuações em relação ao interior recebem melhores condições diariamente, o que reflete diretamente nas localidades”, destacou Kadu, elogiando o trabalho de Ari.

Entre o material adquirido, ultimamente, o secretário Ari explica que foram cerca de 108 cargas de saibro (1080m³) e 160 cargas de brita, rachão e pó de brita (1625m³). Com isso, diz que localidades como Linha Catarina, Vapor Velho e Estrada São Jorge são exemplos de locais que receberam intervenções nos últimos dias.

Já em relação ao maquinário que atua nas estradas, assim como em movimentos relacionados às associações e agroindústrias familiares, Ari diz que existem equipamentos em pleno funcionamento como carregadeira, retroescavadeiras, caminhões e patrolas. Ele cita que um total de dez máquinas estão em atividade, equivalente ao dobro de tempos atrás. E destaca que processos em aberto para manutenção e chegada de novas máquinas novas, em breve, farão com que a frota aumente ainda mais. “A realidade de hoje é superior à apresentada meses atrás. Mesmo assim, nosso engajamento em relação às estradas, com essa melhora significativa do quadro de materiais e máquinas, nos permite atender melhor as localidades. Com nosso planejamento para o final do ano vamos aproveitar, ainda mais, as condições climáticas favoráveis ao nosso favor”, declarou Kadu.

Ari lembra que quando assumiu o cargo de secretário, cerca de 70 dias atrás, não tinha nenhuma patrola rodando e nada de material como saibro e brita. Era impossível fazer qualquer tipo de melhoria nas estradas. Mas agora a situação é diferente. Com o equilíbrio financeiro do município, o prefeito diz que foi possível garantir mais recursos, através de máquinas e materiais. Citou ainda a parceria entre as secretarias de Viação e Serviços Urbanos, e de Desenvolvimento Rural, com grande empenho dos servidores. Com a liberação de mais saibreiras e a chegada de mais máquinas, a intenção do prefeito e do secretário é deixar as estradas em dia até o final deste ano.

Outra medida deverá ser a terceirização, com a contratação de empresa para realizar serviços em propriedades, onde são necessários incentivos para novos investimentos. O prefeito diz que também tem a intenção de asfaltar alguns trechos de estradas do interior, mas para isso depende de verbas federais e financiamento. “Nossa capacidade de endividamento é de R$ 26 milhões”, garante Kadu. Entretanto, ele teme que projetos de financiamento para asfaltamentos no interior não passem na Câmara de Vereadores, citando que hoje a oposição tem maioria. Lembrou a dificuldade de aprovação de financiamento para a compra de máquinas no ano passado.

Audiência Pública

Mesmo que a Prefeitura tenha informado que já realizou melhorias na maior parte das estradas do interior, em algumas localidades os produtores ainda reclamam das condições das vias. O assunto também tem sido bastante falado nos debates na Câmara de Vereadores.

Na próxima segunda-feira, dia 22, às 14h, a Câmara de Vereadores realiza uma Audiência Pública, justamente com o objetivo de colocar em pauta os inúmeros problemas que Montenegro vem enfrentando nas áreas do Desenvolvimento Rural. O evento estará dentro da programação oficial da Semana da Agricultura Familiar. Assuntos como as divisas do município e a situação das estradas deverão estar entre os mais discutidos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here