Projeto foi mostrado pela direção da EGR, mas não foi entregue para a Prefeitura, que pagou R$ 200 mil - Prefeitura/ACOM

Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira, dia 19, em Porto Alegre, a direção da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) entregou ao prefeito Kadu Müller o projeto de reestruturação da RSC 287. O encontro contou com a presença do novo diretor-presidente da EGR, Urbano Schmitt, do chefe de gabinete da Prefeitura, Rafael Riffel, do secretário municipal de Obras Públicas, Ronaldo Buss, do vereador Joel Kerber, do chefe de gabinete do deputado federal Pedro Westphalen, Rogério Reis dos Santos, e o Assessor de Comunicação do Deputado Estadual Issur Koch, Mário Selbach.

Para o prefeito Kadu, a ação é resultado de diferentes movimentos do governo municipal referentes ao convênio firmado para elaboração do projeto que diz respeito à revitalização da RSC-287. O trecho contemplado tem 7 quilômetros e 110 metros de extensão, segundo decreto estadual assinado em 5 de dezembro de 2017, e vai desde o cruzamento com a BR 470 (Trevo do Shell) até a ERS 411 (Trevo do Frigonal).

O projeto visa a construção de novas rótulas no cruzamento da RSC 287, no cruzamento com as ruas Ramiro Barcelos (Trevo do Ipiranga), Coronel Antônio Inácio (Trevo da Renauto) e Juvenal Alves de Oliveira (entrada da vila Esperança). O pacote de medidas prevê, ainda, a remodelação de três trevos: ERS-240 com rua Intendente Augusto Jaeger Filho e a estrada Reinaldo Hörlle; ERS-240 com BR-470 e Buarque de Macedo; e RSC-287 com ERS-411.

Conforme o prefeito, ainda não existe previsão para a realização das melhorias visando aumentar a segurança na travessia do perímetro urbano da rodovia. “Recebemos o projeto, mas a definição das obras ainda não”, afirma. Kadu diz que todo o projeto está orçado em mais de 20 milhões de reais. A EGR e o Estado alegam não dispor de recursos”, lamenta. “Agora começa uma nova etapa”, ressalta o secretário de obras Ronaldo Buss. “Vamos atrás de recursos”, completa o vereador Joel Kerber.

Sobre a possibilidade de a Prefeitura construir as rótulas, o prefeito diz que isso ainda deve ser analisado. “Vamos estudar com muita calma e nos pronunciar sem gerar expectativas”, concluiu.

1 COMENTÁRIO

  1. Dinheiro para colocar a propaganda tinha. Eta governinho e nós ainda votamos nesses malas. Vamos lembrar disso nas próximas eleições, podem acreditar.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here