Empresário montenegrino João Batista Dias, o Tita, participa de painel socioambiental - Reprodução/FN

Uma moeda que surgiu em Montenegro vai ser destaque neste domingo, dia 20, num evento internacional. O empresário João Batista Dias, o “Tita”, da empresa Montepel e membro do Núcleo Socioambiental da Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACI) foi convidado para participar do Global Change Makers Summit, um evento na Índia desenvolvido pela Solve Fundation, com o patrocínio da ONU e que vai reunir painelistas de diversos países de forma virtual. A transmissão será pela internet por volta das 6 horas da manhã (14h30 na Índia) pelo site www.solvefoundation.org/GlobalChangeMakersSummit2020, com inscrições gratuitas. E depois fica gravado para conferir a qualquer momento.

Crianças adoram trocar resíduos por Ecopilas
– Reprodução/FN

Tita será o único brasileiro a participar do evento em razão do reconhecimento pela iniciativa socioambiental que tem transformado lixo reciclável em dinheiro. O Ecopila surgiu faz quase dois anos. “Em 2018, durante uma reunião na ACI, se falou da intenção de criar um projeto visando unir empresas. Após foi criado o Núcleo Socioambiental”, lembra João Batista. A proposta era de buscar um destino correto para o lixo e para isso foram buscadas idéias e exemplos. Tita recorda que numa cidade do interior de São Paulo existia um projeto interessante. E assim surgiu em Montenegro o Ecopila, uma moeda genuinamente montenegrina.

 

 

Ecopila vale como dinheiro nas compras no comércio montenegrino
– Reprodução/FN

Em breve será lançada a nota de 10 Ecopilas. Inclusive no facebook da ACI os internautas podem escolher qual a de sua preferência, com destaque para fotos de bergamotas. Já existem também notas de meio (50 centavos), 1 e 5 Ecopilas. “Já são mais de 80 toneladas de resíduos trocados, o que equivale a mais de 20 mil Ecopilas, comemora Tita. No centro de Montenegro a troca ocorre junto a Praça Rui Barbosa, na rua Capitão Cruz, nas quintas-feiras pela manhã, entre 7 e meio-dia. E agora também em Pareci Novo, na primeira quarta-feira de cada mês, na Rua Coberta, das 8 às 11h. A troca ocorre no formato de Drive- Thru, com os resíduos devendo estar separados. Podem ser trocados garrafas pet, papel, papelão, bombona, latinhas, tampinhas, PVC e plástico mole. Os valores recebidos são diferenciados, por peso, conforme o tipo de material. E depois o Ecopila pode ser trocado no comércio local. São mais de 50 estabelecimentos comerciais e serviços que aceitam o Ecopila, como lojas, mercados, restaurantes, bares, cabeleireiros e outros locais. Vale como dinheiro. E o comerciante que receber o Ecopila depois troca por dinheiro na Montepel. A sede da empresa, onde também pode ser feita a troca dos resíduos, está localizada na Avenida Ivan Zimmer, no antigo Engenho, próximo ao campo do Municipal.

Troca de resíduos por Ecopilas voltou a ocorrer em Drive Thru na Praça Rui Barbosa
– Reprodução/FN

Em razão da pandemia, a troca na Praça ficou suspensa por quatro meses, mas agora está de volta. Nestes dois anos de Ecopila também foi realizado um importante trabalho de conscientização, principalmente junto às escolas, com palestras e diversas ações, conscientizando as crianças sobre o destino dos materiais recicláveis para preservar o meio ambiente. Além de Montenegro e de Pareci Novo, em breve o Ecopila deve se expandir também para o Vale do Sinos e outras regiões. O Ecopila já foi destaque até em reportagem no Jornal Nacional, da TV Globo. E agora com a repercussão internacional certamente vão surgir mais convites, com o Ecopila se tornarnando referência para diversos países. Tita vai falar também neste domingo sobre a importância de parcerias globais de desenvolvimento sustentável pós Covid-19. Outros temas do evento serão sobre erradicação da pobreza, comunidades sustentáveis, igualdade social, entre outros.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here