Placa da moto ficou presa no automóvel Reprodução/FN

Em dois acidentes em Montenegro, ocorridos entre a noite de sábado e o início da manhã de domingo, dois motoristas envolvidos fugiram sem prestar socorro às vítimas.  Os casos foram registrados pela Brigada Militar e Polícia Rodoviária Estadual. A Polícia Civil está investigando.

O primeiro caso ocorreu na noite de sábado, dia 25, na RS 124, próximo da ponte entre os bairros Germano Henke e Estação. Segundo informações de uma motociclista, um carro bateu na traseira de sua moto, jogando ela para dentro do mato. O condutor do automóvel fugiu, mas a placa do carro, conforme parentes da vítima, ficou presa na moto. A motociclista sofreu ferimentos e foi levada ao Hospital Montenegro.

O segundo caso aconteceu no início da manhã de domingo, em torno de 6h30, na rua Hans Varelmann, perto do Mercado Brasil. Conforme a Brigada Militar, o acidente envolveu dois automóveis. Mas somente o condutor do Gol estava no local, enquanto o motorista do Fiat Tipo fugiu. Uma passageira do Gol, de 41 anos, sofreu ferimentos e foi encaminhada ao Hospital Montenegro. Após ser medicada e liberada, ela contou na Delegacia (DPPA) que no Tipo estavam o motorista e mais três indivíduos, voltando de um baile e que teriam abandonado o carro no local, fugindo sem prestar socorro. O veículo foi apreendido.

Dono do Gol diz que estava sendo assaltado

O proprietário do automóvel Gol que colidiu com uma moto na RS 124 registrou ocorrência na Delegacia informando que tinha sido assaltado e que quem conduzia o seu carro era um assaltante. Em registro na DPPA, o dono do carro, que pediu para não ser identificado, disse que estava trafegando pela RSC 287, próximo do cruzamento com a RS 124 (trevo da Agrogen), no bairro Senai, por volta de 21h de sábado, quando o carro caiu num buraco e estourou o pneu dianteiro direito. Quando terminou de trocar o pneu, conta que parou um veículo e se aproximaram dois indivíduos armados. Cita que a dupla anunciou o assalto, colocando ele no banco detrás. Diz que tentaram inclusive colocar ele no porta-malas, mas não foi possível porque tem equipamento de gás veicular. Conta que a dupla queria dinheiro e cartões, mas como não tinha saldo o deixaram na BR 386, altura de Nova Santa Rita, onde também abandonaram o seu carro. Mandaram que corresse para dentro do mato e ficasse esperando eles saírem. Após 5 minutos retornou para o seu carro, pegou a chave reserva e saiu do local. Entretanto, diz que na BR 448 o veículo começou a falhar e teve que seguir caminhando. Diz que conseguiu carona com uma família que o levou até Porto Alegre. Após, procurou a Polícia e registrou a ocorrência.

Deixe seu comentário