Crédito: Reprodução/FN

As notícias que mais repercutem no Brasil e no mundo continuam sendo referentes ao coronavírus. O Brasil já tem 73 casos confirmados até esta quinta-feira, dia 12. No Rio Grande do Sul são 4 casos confirmados, nenhum deles no Vale do Caí. Na região todos os casos que eram suspeitos foram descartados.

O primeiro caso suspeito, logo no início do surto, foi de um paciente de Salvador do Sul, que esteve em viagem para a China. Depois foram apontados três casos suspeitos em Montenegro, de paciente que viajaram para a Itália. Dois já haviam sido descartados na última semana. E agora foi descartado o terceiro caso. Com isso, a região não tem atualmente nenhum caso suspeito de coronavírus. “De agora em diante o Lacen (Laboratório Central do Estado) também vai fazer a coleta. A gente não vai mais precisar mandar para São Paulo. Isso vai agilizar bastante“, ressalta a secretária municipal da saúde, Cristina Reinheimer. Antes dependia dos exames no Hospital Albert Einsten, em São Paulo.

Em Montenegro já foi formado um comitê, com representantes dos hospitais Montenegro e Unimed, além da Vigilância Sanitária e Secretaria Municipal da Saúde. E todos os médicos e profissionais da saúde estão sendo orientados a notificarem a Vigilância em Saúde quando tomarem conhecimento de casos suspeitos. Foi também criado um plano de contingência da população, caso ocorra uma epidemia. Mas com as medidas de prevenção sendo adotada a expectativa é de que não tenha nenhum caso confirmado. Entretanto, a preocupação cresce a medida que aumentam os casos no Estado, no país e no mundo. A doença já é considerada pandemia, tendo sido contraída por mais de 120 mil pessoas, resultado em mais de 4 mil mortes. Como tem os mesmos sintomas e forma de contágio da gripe, a preocupação é que os casos possam aumentar quando a temperatura baixar. Por isso é importante as medidas de prevenção.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here