Parte do calçadão, na frente da Escola da Brigada, já estava cedendo e hoje desmoronou para dentro do rio Guilherme Baptista/FN

No início da tarde desta sexta-feira, 31 de agosto, desabou parte do calçadão do cais do Porto das Laranjeiras, na beira do rio Caí de Montenegro. O trecho que estava já com rachaduras na calçada e cedendo veio abaixo com a chuva de hoje, desmoronando a barranca, com a terra, banco e cones caindo dentro do rio. O local onde ocorreu o desmoronamento fica na frente da Pizzaria Ducais e do antigo frigorífico Renner (hoje área da Escola de formação da Brigada Militar – EsFES), próximo ao cruzamento das ruas Alvaro de Moraes e Ramiro Barcelos.

Local foi isolado e vai receber lonas para tentar conter o desmoronamento Guilherme Baptista/FN

A Prefeitura providenciou o isolamento do local com o uso de cones e faixas de segurança. E pede que pedestres e motoristas fiquem em alerta, tomando cuidado ao transitarem pelas proximidades. Conforme o secretário municipal de obras públicas, Argus Machado, além do isolamento, serão colocadas lonas para evitar que infiltre mais água no talude, o que pode aumentar o desabamento. “É o que podemos fazer agora”, diz. Lembra que existe um projeto que aguarda recursos do Ministério da Integração Nacional, em Brasília, para a recuperação do cais do porto. Mas não tem previsão de quando vai ocorrer a liberação do recurso, orçado em cerca de R$ 4 milhões. A Prefeitura tem garantidos apenas R$ 243.750 do Governo Federal, mas é para outro ponto, onde será feita uma revitalização perto da Câmara de Vereadores (antiga usina).

Integrantes do Movimento de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural de Montenegro e do Conselho de Defesa do Meio Ambiente já vinham manifestando preocupação com relação a situação do cais do porto, pedindo um estudo técnico sobre o estado da estrutura e a recuperação de todo o cais. O Porto das Laranjeiras foi inaugurado em 1904 e é tombado como patrimônio histórico e cultural desde 2000.

Deixe seu comentário