Buracos e falta de trevo de acesso aumentam o perigo no local ACOM/Câmara de Vereadores

A preocupação com a segurança no cruzamento da RS 124 com a Rua Antônio Inácio de Oliveira Filho, que se tornou uma das principais portas de entrada e saída da cidade, foi tema de reunião na Câmara de Vereadores de Montenegro na última terça-feira, dia 4. O local também serve de acesso para a estrada da localidade de Vendinha, que tem um intenso tráfego de caminhões. Mesmo assim, não existe um trevo de acesso, o que já resultou em graves acidentes, inclusive com mortes. E para tornar o local ainda perigoso, a pavimentação está em condições muito precárias.

Durante a reunião proposta pelo vereador Juarez Vieira da Silva (PTB), os representantes do Daer prometeram melhorias no local, incluindo no acostamento da RS 124. A garantia foi do engenheiro Fabiano de Oliveira Pereira, Superintendente Regional do DAER, que participou acompanhado de técnicos do Departamento. Também presente o Vereador Joel Kerber (PP), além dos Secretários municipais Rafael Riffel (administração, gestão e planejamento), Argus Machado (obras) e Jackson Oliveira dos Santos (viação e serviços urbanos), representando a Prefeitura.

O Vereador Juarez da Silva defendeu intervenção urgente neste ponto da entrada da cidade, considerado crítico, pois circulam milhares de veículos, diariamente. “Além de ser um dos acessos, nas proximidades há uma universidade e bairros populosos”. Sugeriu a construção de trevo de acesso, rótula ou alguma obra que garanta segurança. E de forma emergencial, melhorias no acostamento e trecho não pavimentado.
Conforme Juarez, fica difícil para a comunidade entender que não compete ao Município, mas sim ao Estado, realizar a manutenção de uma estrada que está no perímetro urbano. “Precisaria ser feita a interligação que está faltando e construir um acesso seguro à RS 124”, reivindicou Silva. O Secretário de Obras, Argus Machado, lamentou a não existência de acostamento neste trecho, e o fato dos carros acabarem diminuindo a velocidade em cima da pista, aumentando o risco de acidentes.

O Vereador Joel Kerber salientou que houve aumento significativo, nos últimos anos, da quantidade de veículos que ingressam e saem da cidade por este ponto, citando também o crescimento da Unisc, que tem seu campus nas proximidades. Os técnicos do DAER alegaram desconhecer que tenha havido a solicitação, por parte do Município, de algum projeto para aquele trecho.

O superintendente recomendou que Executivo e Legislativo elaborassem um documento em conjunto, com o maior número de informações possíveis. “Contamos com profissionais no DAER, para realização de um estudo técnico”, adiantou. Quanto a uma obra de maior vulto, Pereira disse que demandaria mais tempo. Garantiu, por hora, a melhoria no acostamento e a colocação de material no trecho não pavimentado da Estrada. Informou que está sendo renovado contrato com empresa que faz a manutenção. Estando concluído, haverá algum trabalho no trecho de Montenegro.

Para o Secretário de Gestão e Planejamento, Rafael Riffel, é muito importante esta parceria entre Executivo e Legislativo, na busca de soluções conjuntas para a cidade. Garantiu que o requerimento será elaborado conjuntamente e encaminhado ao DAER. Em seguida, os profissionais do Departamento de Estradas, acompanhados pelo Vereador Juarez, foram diretamente ao local para ter maior clareza quanto às ações a serem realizadas.

Deixe seu comentário