Prefeitos, vereadores e lideranças da região estiveram com Eduardo Leite cobrando a conclusão do asfalto da RS 411 e o pagamentos dos atrasados ao Hospital Montenegro - ACOM/Câmara de Vereadores de Montenegro

Um grupo de prefeitos, vereadores e lideranças dos municípios de Montenegro, Brochier e Maratá esteve na tarde de hoje, quinta-feira, dia 7, com o governador Eduardo Leite. A mobilização foi para pedir providências urgentes para resolver a situação crítica da ERS 411, na localidade de Costa da Serra, em Montenegro, que liga com Brochier e Maratá. Desde outubro do ano passado as obras no trecho foram interrompidas, deixando a rodovia quase intransitável pela falta da repavimentação asfáltica. Ficou muito perigoso, com desníveis, buracos e poeira. A situação de descaso já foi destaque no Fato Novo.

Lideranças pediram a conclusão da RS 411 e o pagamento dos repasses atrasados ao Hospital Montenegro
– Crédito: ACOM/Câmara de Montenegro

Fotos e vídeos do trecho precário foram mostrados ao governador. Eduardo Leite ouviu atentamente e afirmou que iria tratar do assunto com o secretário estadual dos transportes, Juvir Costella.

Hospital Montenegro

Na mesma reunião, foi abordada a situação dos repasses atrasados do Estado para o Hospital Montenegro (HM), o que inclusive já ocasionou na suspensão de algumas especialidades médicas. Representando o HM, o gerente Administrativo Felipe Leser entregou documento em que constam os repasses em atraso, totalizando mais de R$ 6 milhões. Também manifestou a preocupação quanto ao futuro do Hospital, caso esses valores não sejam pagos. Por último, reforçou que o Hospital atende gratuitamente 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS), sendo esta a única fonte de recursos.

Desde outubro do ano passado, quando obra no asfalto foi interrompida, o trecho de Costa da Serra da RS 411 ficou em péssimo estado
– Guilherme Baptista/FN

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here