Moradores estavam em casa, mas não se feriram. Doações podem ajudar na conclusão de outra casa que estava com as obras paradas /Guilherme Baptista/FN

Família ficou só com a roupa do corpo e pede doações

Um incêndio, na noite de quarta-feira, destruiu por completo uma residência situada no bairro Faxinal, próximo da BR 470.

Um casal e sua filha de 4 anos, que moravam na residência, estavam em casa, quando iniciaram as chamas. O agricultor André Luís da Rosa, 26 anos, diz que já estava deitado no quarto. Já a esposa Marinês, 25 anos, estava tomando banho. E a filha Naia, de 4 anos, brincava na sala. E foi justamente na sala que teria iniciado o fogo, provavelmente em razão de curto-circuito em fios que estavam próximos de um colchão sobre um sofá. E rapidamente as chamas se alastraram pela parte de madeira da casa.

Marinês saiu correndo desesperada do banho e conseguiu salvar a filha. Já André tentou apagar o fogo e salvar alguns pertences. Mas para se salvar teve que pular a janela. Por sorte nenhum dos três ficou ferido. Mas a família perdeu tudo. “Saímos só com a roupa do corpo”, diz. Os bombeiros estiveram no local e evitaram que as chamas se propagassem para outras moradias próximas. Vizinhos também ajudaram a apagar o fogo.

 

Precisam doações
A família precisa da ajuda da comunidade. Roupas, calçados, alimentos, móveis, eletrodomésticos e demais utensílios. Os materiais podem ser encaminhados no próprio local onde ocorreu o incêndio, na Rua Uruguai, número 160, entrando pela primeira estrada à direita logo após a JBS (Frangosul), no sentido Montenegro/Salvador do Sul da BR 470. A casa fica distante poucos metros da rodovia, sobre um barranco.

A família chegou a iniciar, tempos atrás, a construção de uma moradia em alvenaria. As paredes de tijolos foram levantadas, mas falta ainda telhado, janelas, portas e piso. Agora a intenção é tentar terminar esta casa, para ter onde morar, já que por enquanto estão ficando na residência de uma irmã. Funcionários da Secretaria de Habitação e da assistência social da Prefeitura estiveram no local e devem prestar apoio através de doações. Contatos podem ser feitos no próprio local ou pelos telefones 99943 8459 e 997483317.

Deixe seu comentário