Indicação dos vereadores foi feita ao prefeito eleito Gustavo Zanatta - Crédito: ACOM/Câmara

A responsabilidade e o zelo na gestão dos recursos públicos levaram a Câmara de Vereadores a economizar R$ 1.071.690,91 ao longo do exercício de 2020. O valor é a diferença entre o que estava previsto no orçamento e o que foi efetivamente gasto pelo Legislativo montenegrino. O parlamento já havia aberto mão de R$ 385.233,33 de forma antecipada e, esta semana, transferiu mais R$ 686.457,58 em dinheiro para as contas do Executivo. A comunicação ao prefeito Kadu Müller ocorreu no dia 28.

A mesa diretora da Câmara, composta pelos vereadores Neri de Mello Pena, o Cabelo (PTB), Felipe Kinn da Silva (MDB), Juarez Vieira da Silva (PTB) e Valdeci Alves de Castro (Republicanos), também conversou com o prefeito eleito, Gustavo Zanatta, sobre o assunto. Embora os valores sejam referentes ao exercício de 2020, caso a atual administração não utilize a verba, eles pedem a sua aplicação num fim bem específico em 2021: instalação de passarelas para pedestres na RSC 287, nos acessos aos bairros Santo Antônio e Panorama. “Precisamos preservar a vida das pessoas que correm sério risco no dia a dia”, defende Cabelo.

Gustavo Zanatta lembrou que, por se tratar de recursos livres, disponíveis ainda na gestão do atual prefeito, é preciso aguardar para verificar, de fato, se os valores não serão utilizados em outras demandas antes da troca de governo, amanhã, dia 1º. “Com certeza, vamos avaliar a sugestão, pensando não somente da construção de passarelas, mas num projeto mais amplo, que contemple outras soluções”, pontua.

Anteriormente, em 2017 a Câmara destinou 200 mil reais de seu orçamento para a EGR investir na elaboração do projeto de construção de rótulas e vias laterais na RSC 287. O projeto está pronto, mas as obras ainda não saíram do papel.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here