Vidros de retroescavadeira foram quebrados por homem que não estaria aceitando o fim do relacionamento - Reprodução/FN

Sobre a denúncia dos vereadores Felipe Kinn da Silva Menezes (MDB) e Valdeci Alves de Castro (PSB), que estiveram ontem, quinta-feira, na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro, onde registraram um boletim de ocorrência com uma denúncia de que uma máquina retroescavadeira do município tinha sido alvo de depredação, a prefeitura de Montenegro encaminhou esclarecimentos.

De acordo com o secretário municipal de meio ambiente, Adriano Chagas, foi aberto um processo interno sobre o ocorrido, o qual foi encaminhado para o setor jurídico da Prefeitura. Adriano diz que também tem um processo de compra de pneus novos para a máquina, já que os antigos estavam muito gastos e com a subida no lixo para amontoar os resíduos e conduzi-los até o funil da esteira acabam furando quase que diariamente devido aos vidros e metais descartados incorretamente.

Presidente da cooperativa de recicladores prometeu ressarcir os prejuízos
– Reprodução/FN

Quanto à depredação, em que vidros da máquina foram quebrados num ato de vandalismo, o secretário informa que foi registrada uma ocorrência na Delegacia no dia 20 de junho. O registro de dano ao patrimônio público foi feito pela presidente da cooperativa COPERLIP, que atua na reciclagem. Ela relatou na DPPA que teve um relacionamento amoroso com um dos funcionários por alguns meses. Disse que a relação tinha terminado em junho. Contou que no dia 18 de junho o indivíduo foi até a cooperativa e declarou que não estava satisfeito com o fim do relacionamento. Ela conta que disse a ele que não iria retornar com a relação e continuou trabalhando. Diz que depois viu o suspeito saindo do local com a mão sangrando e ele teria gritado para ver o que tinha feito. Afirma que não foi averiguar porque já era 19h30 e sentir-se insegura. No início da manhã seguinte conta que foi até o local e constatou que a retroescavadeira da Prefeitura havia sido danificada, tendo todos os seus vidros quebrados.

Conforme o secretário Adriano, a presidente da Cooperativa se comprometeu a ressarcir a Prefeitura pelo vandalismo causado no patrimônio. Mas devido a sua condição financeira este ressarcimento se dará de forma gradual.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here