Bananeira foi plantada em buraco da via lateral da RSC 287, perto da rodoviária - Crédito: Reprodução

Uma forma de protesto inusitado, que já ocorreu em outras cidades do Estado e do país, chegou agora a Montenegro. Bananeiras plantadas em buracos de ruas e rodovias foi uma forma de protestar ontem contra a demora para melhorar as condições das vias.

Uma bananeira foi plantada num grande buraco na via lateral da RSC 287, no trevo situado próximo da estação rodoviária. No local, também conhecido como trevo da Renauto, junto ao cruzamento da RSC 287 com a rua Coronel Antônio Inácio, são muitos os buracos. O mesmo acontece em outros pontos da rodovia, como no cruzamento com a rua Ramiro Barcelos, no chamado trevo do Ipiranga, além de próximo da loja Taqi, no bairro Panorama, Trevo do Shell e outros locais. Um engradado de bebidas chegou a ser usado para tapar uma cratera na via lateral junto ao bairro Panorama. Já na ponte seca, do viaduto da antiga rede ferroviária, onde tinha um buraco e cedeu junto à cabeceira, com veículos atravessando na contramão, o que poderia causar uma tragédia, moradores próximos compraram material e taparam a cratera.

Segundo informações, em outros pontos da cidade também estariam sendo plantadas bananeiras em buracos. Indivíduos estariam numa Kombi branca, com mais bananeiras, para plantar nos buracos. Anteriormente já tinha sido colocados galhos de árvores como forma de sinalização para alertar os motoristas.

Buraqueira deixa intransitável trechos como do trevo próximo da estação rodoviária
– Crédito: Guilherme Baptista/FN

A Prefeitura, após solicitação, recebeu autorização da EGR para tapar buracos em vias laterais, como junto ao bairro Santo Antônio, entre o cruzamento com a rua Ramiro Barcelos (Trevo do Ipiranga) e a rua Apolinário de Moraes, perto da loja Taqi. Segundo o prefeito Kadu Müller, a Prefeitura de fato recebeu autorização para tapar os buracos nas vias laterais deste trecho, mas ele lembra que a EGR está com processo de revitalização da pista de rolamento. Foi informado que a EGR tinha dado a ordem de serviço para a empresa Encopav realizar obras de recapeamento na RSC 287, junto ao trecho de 7 quilômetros entre o Trevo da Comauto e o Trevo do Frigonal. Mas enquanto as melhorias e obras não ocorrem, os motoristas continuam tendo prejuízos com danos em seus veículos. Nas redes sociais, condutores de automóveis e motos exibem danos em pneus, rodas e suspensão. Alguns, inclusive, prometem entrar na Justiça, contra o poder público, para indenizar seus prejuízos. Teve inclusive quem sofreu ferimentos ao cair da moto devido às crateras. E já tinha a ameaça de protestar com o plantio de árvores em buracos, o que agora está acontecendo. O protesto é contra os buracos em diversos pontos, incluindo rodovias, ruas da cidade e bairros, e também o estado precário das estradas do interior.

 

 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta para Saulo Medeiros Cancelar resposta

Deixe um comentário
Please enter your name here