Governador assinou protocolo que pode atrair empresas para Montenegro Crédito: ACOM/Prefeitura

No último dia 18 de dezembro, terça-feira, em Porto Alegre, o governador José Ivo Sartori assinou o protocolo de intenções que celebra entre o Governo do Estado e os municípios de Montenegro e Triunfo, a consolidação do Polo Integrado da Química.

O protocolo de intenções tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento econômico sustentável, para ampliação da competitividade de produtos e processos e para a articulação de programas e instituições, estimulando o desenvolvimento industrial na região de Montenegro e Triunfo.

A idealização do Polo da Química levou em consideração a relevância da indústria química no âmbito da economia industrial no Rio Grande do Sul; a existência de infraestrutura favorável à execução de ações conjuntas para facilitar a concentração de empresas em um mesmo local e região; e a possibilidade de contribuição decisiva da indústria química para expandir a competitividade de produtos e processos, bem como geração de emprego e renda para a região. O projeto vem sendo discutido desde o ano passado e já conta com, pelo menos quatro empresas do setor, interessadas em construir uma planta na localidade.

“O protocolo de intenções assinado nesta tarde marca um passo importante para a ampliação do desenvolvimento econômico em nossa região. Com essa manobra, consolidando o apoio do Estado, temos mais força para fomentar a expansão industrial do local. O Governo Kadu sempre esteve aberto e ativo para ampliação deste cenário que recebe empresas de 1ª, 2ª e 3ª geração de indústrias”, destacou, na oportunidade, o Secretário Municipal de Indústria, Comércio e Turismo de Montenegro, Elias da Rosa.

A Administração Municipal, através do prefeito Kadu Müller, esteve na capital gaúcha por diferentes oportunidades ao longo do ano onde abordou distintas situações envolvendo a criação do Pólo da Química junto ao Governo do Estado. Em frequente contato com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, por meio da Secretária Susana Kakuta, a Prefeitura fomentou a união de esforços para a criação do projeto que, através de pontos fortes e planos de ação, formará uma Governança para condução dos trabalhos.

A indústria química fatura anualmente cerca de 67 bilhões de reais, gerando 18 mil empregos diretos e constitui a terceira economia industrial do Rio Grande do Sul. O Polo Químico de Montenegro e Triunfo será constituído em área vizinha ao Distrito Industrial de Empresas Químicas e Complexo Petroquímico e oferecerá infraestrutura próxima a fornecedores, com tratamento de efluentes, acesso rodoviário, porto, energia elétrica e gás natural.

Ainda, serão disponibilizados lotes destinados a empresas prestadoras de serviços e atendimento multimodal, com parcerias com modal rodoviário e com embarcações, juntamente com sistemas integrados de transporte compartilhado em regime de fretamento, além de estrutura para treinamento e auditório para realização de eventos.

Durante o evento no Palácio Piratini, que também marcou a assinatura dos decretos de concessão do Fundopem (Fundo Operação Empresa do Estado do Rio Grande do Sul), a Prefeitura esteve representada pelo Secretário Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Elias da Rosa; e pelo Secretário Municipal da Fazenda, José Nestor Bernardes. O Fundopem é um incentivo financeiro concedido às empresas que realizarem projetos de investimentos que resultem na implantação ou expansão de unidades industriais.

A expectativa é de que, com o Polo da Química, Montenegro possa receber novas empresas.

Deixe seu comentário