Empresa de concreto vai se instalar no Pólo da Química, junto ao Distrito Industrial - Crédito: Hipermix

Durante a sessão ordinária na última quinta-feira, 18 de junho, os vereadores montenegrinos, tanto na tribuna como durante a discussão do projeto que concedeu incentivos para a empresa Hipermix, foram unanimes, quanto a importância de poder gerar mais de 420 empregos com a futura instalação do novo empreendimento no município. Destacaram ainda a questão de a cidade estar indo na contramão da crise com a aprovação do projeto atraindo novas empresas. E apontaram a preocupação para que esses empregos sejam preenchidos por moradores de Montenegro.

O projeto de incentivos, de autoria do Executivo, foi aprovado por unanimidade, permitindo que seja concedido um pacote de benefícios como forma de atração do empreendimento que exerce a atividade de preparação de massa de concreto e argamassa para construção. A área da futura instalação da empresa fica junto ao recém-criado Polo da Química, no Distrito Industrial.

O incentivo previsto no projeto é composto de isenção de IPTU pelo período de cinco anos, redução da alíquota de 3% do ISSQN, execução de serviços de terraplenagem e nivelamento do terreno de 76.367m², onde será instalada a fábrica. Como contrapartida dos benefícios recebidos, a Hipermix terá que gerar 420 novos empregos e custear atividades esportivas apoiando institucionalmente algum clube de futebol infantil da cidade. Também terão que fornecer 150m³ em concreto, para execução de obra indicada pelo município, em no máximo dois anos após o início das operações da fábrica.

A Hipermix é obrigada a implantar a Fábrica de Cimento no prazo máximo de dez meses a partir do início das obras. No artigo 5º do projeto, consta que no caso de não cumprimento da contrapartida, obrigação ou encerramento das atividades da empresa em até dez anos, a contar do início das operações, o Município será indenizado no valor dos benefícios concedidos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here