Viação Montenegro alega falta de demanda / Guilherme Baptista

A Viação Montenegro (Vimsa) tinha anunciado, em junho, o encerramento da linha 533, que por muitos anos teve o ônibus transportando passageiros entre Tupandi, Caí, Pareci Novo e Montenegro. A justificativa da empresa foi a falta de demanda de passageiros, já que o número de usuários tinha caído pela metade, tornando a linha deficitária. Eram 3 horários com saídas de Tupandi (6h, 10h e 13h) e três com saídas de Montenegro (8h, 11h30 e 17h30).

Muitos passageiros lamentaram a decisão, reclamando dos transtornos e prejuízos. O município de Harmonia, através do prefeito Carlos Alberto Fink (Lico) e o vice-prefeito Ernani Forneck, manteve contato com o Daer, que decidiu pela continuidade da linha.

Segundo a Prefeitura, em seu facebook, isso iria ocorrer por tempo indeterminado, até uma solução definitiva. Foi então mantido o primeiro horário da manhã e o último da tarde. E a linha passou a funcionar apenas entre Harmonia, Caí, Pareci e Montenegro, não mais indo até Tupandi. Segue com os horários saindo de Harmonia às 6h20 e retornando de Montenegro às 17h30.

De acordo com o gerente da Vimsa, Júlio Hoerlle, a idéia era fazer uma experiência de 30 dias. Na época, o gerente alertou que dependia da demanda para ver se a continuação seria viável. Mas conforme Júlio Hoerlle o movimento diminuiu ainda mais. “Ficou inviável economicamente”, avalia, citando que nem a metade das poltronas é ocupada, em média.

“Não tem como continuar”, afirma. Cita que já se passaram mais de 45 dias da fase experimental. E por isso acredita que a linha deve ser encerrada na próxima semana, em 31 de agosto, sexta-feira.

Deixe seu comentário