Crédito: Anderson Machado/C5 NewsPress

Uma pesquisa nacional conduzida pelo Departamento de Gestão Pública da Escola Superior de Administração da Fundação Getúlio Vargas (FGV/Eaesp) sobre gestão de resíduos sólidos rendeu a Harmonia posição de destaque. O Município é o único gaúcho presente na relação de 15 melhores exemplos do país.

Os dados que confirmaram a boa performance harmoniense foram obtidos por meio do Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento Básico (SNIS), do Ministério do Desenvolvimento Regional, e da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma).

Conforme o pesquisador Michel Xocaira Paes, doutor em Ciências Ambientais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), dos 5.570 municípios brasileiros, apenas 557 repassam suas informações ao Ministério e à Anamma. “E apenas 15 em todo o país apresentam índice de reaproveitamento acima de 20% de seus resíduos sólidos. No Rio Grande do Sul, apenas Harmonia”, afirma ele, que, na última semana, veio ao Vale do Caí ver de perto o trabalho e comprovar os dados colhidos.

O especialista da FGV conversou com os secretários de Agricultura e Meio Ambiente, Leozildo Rodrigues Lira, e de Administração e Fazenda, Antônio Kunzler, além do técnico agrícola da prefeitura, Renê Moscon, inteirando-se da política de resíduos sólidos local, como é feita a coleta – com os contâineres de coleta seletiva -, a destinação na usina de triagem da Junges Soluções em Limpeza Urbana, em Tupandi, e também sobre a compostagem de orgânicos nas escolas, residências urbanas e no meio rural. A pesquisa deve se estender até o final do ano e ter seu resultado publicado durante as comemorações de 10 anos da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), em 2020, em São Paulo.

Ainda conforme o pesquisador Michel Paes, durante a visita a Harmonia, chamou sua atenção o fato de que a comunidade é altamente participativa. “Foi interessante notar que, além do bom indicador de reaproveitamento de resíduos recicláveis, o Município tem um trabalho forte na área dos resíduos orgânicos, tanto na área urbana quanto na rural”, apontou.

Aproveitamento de resíduos orgânicos também foi elogiado por pesquisador (Crédito: Anderson Machado/C5 NewsPress)

Um dos aspectos considerados muito positivo foi a transformação dos dejetos líquidos das criações de suínos em adubo sólido para as lavouras. Paes visitou a Unidade Mecanizada Automatizada de Compostagem (UMAC), uma compostagem de resíduos de aves, em uma propriedade rural, e até a compostagem de lixo orgânico do Pesque e Pague do Batata, onde tudo é aproveitado. “A questão de resíduos sólidos é trabalhada intensamente no Município. Temos a coleta seletiva implantada, com recolhimentos de lixo seco e orgânico em dias separados, além do trabalho de compostagem principalmente no meio rural, aproveitando o adubo em hortas e jardins”, destaca o secretário Leozildo. A compostagem, segundo ele, é bastante efetiva também nas escolas, onde as crianças aprendem desde cedo a cuidar do meio ambiente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here