Reprodução/FN

O prefeito de Harmonia e presidente da Associação de Municípios do Vale do Caí (Amvarc), Lico Fink (PSDB), enviou na quinta-feira, dia 9, ofício ao Ministério da Saúde solicitando kits para tratamento precoce dos casos de Covid-19. A relação abrange cloroquina e outros medicamentos, cujo uso deve ser definido pelos médicos dos postos de saúde.

Os kits deverão ser repassados para as prefeituras da região. Conforme Lico, que também preside o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Caí (Ciscaí), a decisão de solicitar os remédios veio em uma reunião, na última terça-feira, com a participação de prefeitos, secretários de Saúde e médicos da região.

Crédito: Divulgação/FN

“A intenção é disponibilizar os medicamentos nas farmácias municipais. Mas os médicos é que deverão decidir pelo seu uso ou não, conforme as condições de cada paciente. E com a concordância de ambas as partes”, destaca Lico.

A ideia é garantir a opção de tratamento precoce, para evitar que pacientes com o coronavírus tenham o quadro agravado e acabem na UTI. Os dirigentes também haviam participado de uma videoconferência com associações de municípios da Serra, do Vale do Taquari e de outras regiões gaúchas, junto com médicos e dirigentes de saúde de São Paulo e Belém do Pará, relatando casos em que o tratamento precoce reduziu a demanda por UTIs.

Segundo o presidente da Amvarc, além do aumento de casos de coronavírus na região, o pedido ao Ministério da Saúde ganhou urgência esta semana com a cheia do Rio Caí. “As águas do rio afetaram diversos municípios e desalojaram dezenas de famílias, principalmente em São Sebastião e Montenegro”, explica Lico. Ele lembra que há pessoas mais expostas à doença, desde os que foram para alojamentos comunitários ou casas de familiares, até as equipes que estão trabalhando na linha de frente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here