Em novo levantamento agora em janeiro apenas uma amostra do mosquito foi encontrada, baixando o risco de médio para baixo para epidemias e doenças provocadas pelo Aedes aegypti - Crédito: Prefeitura de Feliz

A Vigilância Ambiental de Feliz divulgou uma nota para prestar esclarecimentos sobre a reportagem em que o município foi apontado como em situação de alerta pelo mosqito Aedes aegipty.

Conforme destaca a coordenadora da Vigilância Ambiental e Sanitária do município, Bárbara Antonina Dávila, esses dados correspondem ao 4º Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), realizado de 21 a 25 de outubro do ano passado. “Já realizamos o primeiro LIRAa agora em janeiro, quando encontramos apenas uma amostra positiva, ou seja, baixamos o status de médio, para baixo risco de epidemias e doenças provocadas pelo Aedes aegypti, mosquito transmissor de Dengue, Chikungunya e Zica”, destaca.

Bárbara faz questão de esclarecer, que o novo resultado é mérito de uma ação conjunta entre os munícipes e a administração municipal, através dos agentes de endemias e de saúde. “Em outubro era uma situação, agora é diferente. A população está recebendo visitas e orientações dos profissionais, de maneira que é notável que fez toda a diferença, porque de outubro para cá, achamos somente uma amostra. Então não existe motivos para alarde”, afirma. “Vale destacar, que as ações voltadas para a prevenção, no intuito de eliminar possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti continuam e os munícipes estão bem conscientes”, conclui a coordenadora.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here