Maria Liciane Stroher Both, de 35 anos, e Lucas Bitello, de 36 anos, foram esfaqueados em Capela de Santana - Reprodução/FN

Desavenças por causa de um canil teriam motivado o duplo homicídio ocorrido na manhã desta sexta-feira, dia 14, em Capela de Santana. Os envolvidos eram vizinhos numa área na Rua Pedro Augusto Mentz, na localidade de Divisa, próximo da RS 240 e da Cervejaria Barley.

Segundo testemunhas, os envolvidos já vinham trocando ameaças em razão das divisas e colocação de cercas. O estopim para o crime, ocorrido por volta de 10h30, teria sido quando o vigilante Lucas Rieth Bitello, de 36 anos, foi questionar o cunhado Arnoldo Stroher, de 26 anos, o qual estaria desmanchando um canil. Segundo apurou a Polícia Civil, Bitello, que era bastante atuante na causa animal, teria construído o canil junto de sua casa, fato que não era aceito pelo cunhado. Os dois teriam começado a brigar, quando Lucas caiu e foi atingido com facadas no abdômen, peito e perto do pescoço. Maria Liciane Stroher Both, de 35 anos, teria tentado intervir, mas acabou também sendo esfaqueada, pelo próprio irmão, com grave ferimento na barriga.

Faca usada no crime foi apreendida com o acusado
– Crédito: Brigada Militar

Foi o próprio acusado de desferir as facadas quem teria chamado a Brigada Militar para se entregar, enquanto vizinhos chamaram o Samu. A equipe do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência tentou reanimar Bitello, mas ele tinha perdido muito sangue e não resistiu, vindo a falecer no local do crime. Já Liciane foi levada ao Hospital Montenegro e mesmo tendo passado por cirurgia também não resistiu e morreu no início da tarde. Uma das duas filhas gêmeas de Bitello, de 12 anos, presenciou o crime. Ele pediu para a filha ligar para o Samu.

Liciane trabalhava como diarista, era casada e deixou um filho. Já Lucas Bitello era vigilante da Prefeitura, inclusive colega do acusado. Além das gêmeas tinha mais um filho. Também era bombeiro voluntário e ex-militar do Exército Brasileiro.

A Brigada Militar informou que o acusado foi preso em flagrante. Ele foi localizado na frente de sua casa, distante poucos metros do local do crime. Segundo os PMs, estava de posse de uma faca, de cerca de 20 centímetros de lâmina, suja de sangue, além de uma espingarda de chumbinho. Ao receber voz de prisão, se entregou, levantando as mãos e virando de costas, no pátio de sua casa. Não apresentava ferimentos. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de São Leopoldo, sendo posteriormente recolhido ao sistema prisional, acusado de duplo homicídio doloso por motivo fútil.

A Prefeitura de Capela de Santana decretou luto oficial de três dias no município porque Bitello era servidor público municipal. Conforme a Funerária Santana, a despedida de Lucas Bitello e Liciane Both está prevista para a tarde deste sábado, com sepultamento às 17h no Cemitério Luterano de Capela de Santana.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here