Crédito: Prefeitura de Maratá

Se já não bastassem os transtornos causados pela pandemia da Covid-19, o período prolongado sem chuvas intensas na região também leva alguns municípios a enfrentar sérias dificuldades. Na semana anterior, São Pedro da Serra já havia efetivado medida de racionamento de água. Nos últimos dias, Harmonia, Maratá, Brochier e São José do Sul decretaram Situação de Emergência por conta da seca.

Além do risco de falta de água para consumo humano, a produção rural também é ameaçada e já registra perdas importantes. As situações que mais preocupam são as da fruticultura e bovinocultura, além das produções de milho e hortifrutigranjeiros.

Crédito: Prefeitura de Brochier

Os decretos de Situação de Emergência serão encaminhados aos governos Estadual e Federal. Com as homologações, as prefeituras poderão realizar obras visando minimizar os problemas e os produtores rurais atingidos, possivelmente, poderão renegociar dívidas junto ao Pronaf e ao Proagro.

É reforçado o pedido às comunidades para que evitem o desperdício de água. Ações como lavagem de carros e calçadas e enchimento de piscinas são desaconselhadas. Flagrantes de mau uso da água devem ser denunciados.

Somente no caso de São José do Sul, que emitiu decreto na segunda-feira, as perdas já são estimadas em cerca de R$ 4 milhões. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here