Homenagem ao ex-ponta de Brochier e ao atual zagueiro tricolor ocorreu na noite desta terça-feira - Crédito: Lucas Uebel/Grêmio

Na noite desta terça-feira, dia 17. dentro das festividades do 116º aniversário do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, o ex jogador Loivo e o zagueiro Pedro Geromel deixaram seus pés marcados para sempre na Calçada da Fama do Tricolor. A solenidade foi realizada no saguão principal da Arena e contou com a presença de dezenas de torcedores, dirigentes e conselheiros.

Loivo é o sexto maior artilheiro da história do Grêmio
– Reprodução/FN

Emocionado, Loivo foi o primeiro a se pronunciar: “É um dia que eu nunca vou esquecer, principalmente por estar ao lado do Geromel. Obrigado aos conselheiros do Grêmio que aprovaram o meu nome para esta homenagem. Sou gremista desde pequeno e honrei essa camisa por dez anos. Se eu pudesse dar a vida pelo Grêmio, eu daria”, declarou o ex-ponta esquerda tricolor, que é natural de Brochier e atuou pelo clube nas décadas de 1960 e 1970.

Loivo chegou ao tricolor em 1967 e atuou no Grêmio por dez anos, conquistando vários títulos
– Reprodução/FN

Loivo, de 74 anos, iniciou sua carreira nos juvenis do Floriano (atual Novo Hamburgo) em 1963 e quatro anos depois se transferiu para o Grêmio, na época com 21 anos de idade. No ano seguinte já conquistou a Copa Rio de La Plata, que tinha a participação dos campeões nacionais da Argentina e do Uruguai. Foi ainda campeão da Taça do Atlântico e bicampeão Gaúcho em 1967 e 1968. Jogou cinco campeonatos brasileiros entre 1971 e 1975. Participou de 427 partidas pelo tricolor, sendo o oitavo jogador que mais atuou pelo clube.  É o sexto maior artilheiro do Grêmio, com 74 gols, mesmo número do atual técnico Renato Gaúcho. Um dos gols mais bonitos de sua carreira foi pelo Grêmio contra o Flamengo, no Maracanã, em 1973, quando o tricolor venceu por 2 a 1.

Durante a homenagem desta terça-feira, o presidente Romildo Bolzan enalteceu o espírito guerreiro que marcou (e marca) os dois jogadores homenageados. Lembrou a forma como Loivo se entregava dentro de campo, sem jamais se conformar com o revés: “Loivo sintetiza os valores do Grêmio em uma só pessoa. Simbolizava a imortalidade e a inconformidade em aceitar a derrota. Um símbolo”, finalizou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here