Motoristas devem ficar em alerta com o trecho da Costa da Serra, onde a obra não foi concluída na RS 411 e buracos estão voltando - Crédito: Guilherme Baptista/FN

Já era início da noite de ontem, domingo, dia 14, em torno de 18h, quando os técnicos da RGE concluíram o conserto do poste derrubado na RS 411, em Brochier. Só então, cerca de oito horas após o acidente ocorrido por volta de 10h15, foi liberada novamente a rodovia na altura do quilômetro 12, perto da localidade de Reta Grande, e a energia também foi restabelecida na região. A informação é de moradores próximos.

Poste de concreto quebrou ao ser atingido por carro
– Crédito: Fernando Reidel/Reprodução

A rodovia ficou interrompida nos dois sentidos, obrigando motoristas a utilizarem desvios. Por volta de 10h15min da manhã de domingo aconteceu o acidente onde o motorista de um automóvel Corsa Sedan teria perdido a direção, vindo a colidir com um poste da margem da pista. O carro ficou bastante danificado e saiu da rodovia, indo parar no meio de um milharal. Mesmo com os grandes danos, o condutor não sofreu lesões graves, sendo socorrido e encaminhado para atendimento médico.

O poste, que tinha um transformador, ficou caído na rodovia, causando interrupção da pista.

Alerta na Costa da Serra

Ainda na RS 411, só que no trecho da localidade de Costa da Serra, em Montenegro, os motoristas devem ficar em alerta. Os trabalhos, no trecho que estava em situação precária desde outubro do ano passado, não foram concluídos. No final de junho o serviço foi retomado, sendo feita a base e colocada uma pequena camada de asfalto. Mas novamente o trabalho não foi concluído. Segundo moradores, com a chuva os buracos e desníveis estão retornando.

A Assessoria de Imprensa do Daer respondeu que a empresa contratada começou a recuperação dos pontos onde os serviços haviam sido iniciados e não concluídos, entre os quilômetros 16 e 18. O problema agora, segundo o Daer, seria as condições climáticas. Na última semana o Daer alegou dificuldades em produzir a massa asfáltica para aplicação nestes locais em função das baixas temperaturas, pois a mistura asfáltica só pode ser colocada na estrada com temperatura atmosférica acima de 10º C e com temperatura da massa somada a temperatura do ar entre 150ºC e 190ºC. Com a gradual elevação da temperatura, o Daer acreditava na retomada dos serviços de revestimento asfáltico nos próximos dias. Entretanto, agora o tempo instável, com chuva nos últimos dias, também pode atrasar. Lideranças da região estão mantendo contato e pressionando o Daer pela retomada e conclusão imediata da obra.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here