Agentes de Caxias do Sul estão pulverizando com inseticida locais de maior infestação do mosquito Aedes Aegypti - Crédito: Prefeitura

Até o final do mês passado tinham sido confirmados dois casos de dengue em Bom Princípio. Isso já era uma grande preocupação, fazendo com que a Prefeitura e a Coordenadoria Regional de Saúde intensificassem o combate ao mosquito Aedes aegypti. A preocupação agora é maior ainda. Conforme o último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado, divulgado em 18 de maio, sábado passado, o número de casos confirmados de dengue em Bom Princípio subiu para 4. E o mais preocupante é que são todos casos autóctones, ou seja, contraídos no próprio município. Como vários focos do Aedes Aegypti já foram encontrados em Bom Princípio e na região, agora tendo casos da doença, o alerta é redobrado. É diferente dos dois casos confirmados em Montenegro, que foram de um casal que contraiu a doença em viagem para o Nordeste, ou seja, são importados e já foram tomadas as devidas providências. Nenhum outro caso, entre os 557 autóctones e 79 importados registrados no Estado até o último dia 18, foram confirmados no Vale do Caí. Portanto, casos autóctones na região só foram confirmados até agora em Bom Princípio.

Não foi informado aonde ocorreram os casos em Bom Princípio e nem como estão os pacientes. Mas a Prefeitura garante que todas as providências necessárias estão sendo tomadas. Agentes de Endemias estão fazendo os trabalhos de pulverizações (fumacê) em vários lugares críticos e de fácil infestação, estando servidores da prefeitura (da secretaria de saúde e de infraestrutura) auxiliando os profissionais vindos de Caxias do Sul. Os pacientes foram isolados e devidamente tratados.  A Prefeitura garante que a situação está sob controle. E pede que a população colabore, evitando de deixar água parada, além de procurar usar repelente, mosquiteiro e inseticida, para evitar picadas do inseto. A orientação da Prefeitura é de que os moradores permitam que os profissionais da área da saúde vistoriem os seus imóveis, passando orientações de como prevenir para impedir novos focos. Sobre a possibilidade de mais casos suspeitos, estão sob análise, pois depende de testes laboratoriais. Entre os sintomas da Dengue estão febre alta, forte dor de cabeça, dor atrás dos olhos, manchas na pele, cansaço, náuseas e vômitos, entre outros. Os pacientes devem imediatamente procurar o médico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here