Márcia Hoff, de 44 anos, era bastante conhecida e estimada, sendo mais uma vítima da Covid-19 - Reprodução/FN

A comunidade de Santa Teresinha, em Bom Princípio, no início desta semana se despediu de Márcia Hoff, de 44 anos.

Muito conhecida, ela trabalhava como massoterapeuta e era sempre prestativa, disposta a ajudar quem precisasse. Nas redes sociais a sua morte causou grande repercussão, com várias pessoas mencionando que tinha mão curadoras, já que era ótima profissional.

O velório e sepultamento, em razão da pandemia, foram restritos aos familiares e amigos mais próximos. O falecimento ocorreu na manhã de segunda-feira, dia 22. A cunhada Leticia Oliveira, em postagem no facebook, relatou que no sábado retrasado Márcia começou a sentir sintomas de dor de garganta. “O quadro seguiu evoluindo até ela ficar sem voz e com dores no corpo”, recorda. Em razão dos sintomas de Covid-19, na quinta-feira ela fez o teste e deu positivo. O mesmo ocorreu com o filho Leonel, de 4 anos, mas ele está bem. Demais familiares foram testados, mas não foi constatada a presença do coronavírus. Márcia então se isolou em casa, buscando se recuperar e evitar o contágio dos parentes. Entretanto, o seu quadro de saúde seguiu se agravando. Com chiadeira no peito, procurou atendimento na UPA de Bom Princípio. O marido João Carlos Cavalheiro imediatamente deixou trabalho para auxiliar na recuperação da esposa. Segundo Letícia, no final da tarde de sábado a cunhada baixou hospital, no São Pedro Canísio, junto a UPA, com a utilização de oxigênio. Letícia lembra que Márcia ainda fez chamadas de vídeo, em que não demonstrava dificuldades ou complicações. Na noite de domingo ainda conversou e deu boa noite ao filho. Foi solicitada a transferência para o hospital de Caxias do Sul, mas antes precisou ser intubada e surgiram novas complicações que ocasionaram insuficiência respiratória aguda, vindo a falecer, o que causou grande consternação entre familiares e amigos.

De acordo com Letícia, a cunhada era uma pessoa saudável, que não tinha outros problemas de saúde. Tinha emagrecido cerca de 20 quilos nos últimos anos, caminhava diariamente e costumava comer muitas frutas e verduras. Por isso seu falecimento causou uma surpresa ainda maior. “Vai deixar eternas saudades. Sempre tinha algo para ensinar”, diz Letícia.

Em postagem no facebook, o marido João Carlos fez uma homenagem para Márcia, destacando que era uma mulher maravilhosa, esposa sensacional e grande mãe. “Tinha um humor contagiante, uma alegria sem tamanho, sempre pronta para ajudar a todos, não importando quem fosse estava sempre disponível. Era querida e amável, extremamente comprometida com a família, um grande exemplo que fará muita falta. Teve o filho que sempre desejou, da obra de um amor maravilhoso e sincero. Sentirei eternamente a sua falta”, escreveu, em postagem que recebeu centenas de acessos e comentários de apoio.

Boletim estadual confirma óbito por Covid

O boletim estadual de terça-feira, dia 23, registrou mais 113 mortes em decorrência da Covid-19 no Rio Grande do Sul nas últimas 24 horas, alcançando o total de 11.932 óbitos desde o início da pandemia, além de 612.191 casos confirmados, dos quais 95% estão recuperados.

Entre os óbitos registrados na terça-feira pelo Estado consta de mulher de Bom Princípio de 44 anos. O boletim do município é divulgado somente nas sextas-feiras. Bom Princípio soma agora 13 óbitos de pacientes com coronavírus.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here