EGR realiza com frequência obras na ERS 122 - Arquivo/FN

As obras realizadas pela EGR, no asfalto da ERS 122, vêm gerando protestos. Por isso na última sessão ordinária deste ano da Câmara de Vereadores de Bom Princípio, segunda-feira, dia 10, foi aprovada uma moção de apelo à Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) para que apure a má qualidade do serviço prestado na pavimentação da ERS 122, no trecho entre Bom Princípio, São Vendelino e São Sebastião do Caí.

Moção de apelo foi encaminhada pelos vereadores do MDB e aprovada pelos demais
– Crédito: Câmara de Vereadores

Segundo os vereadores, mesmo poucos dias depois da repavimentação já se vê falhas na rodovia. A moção, assinada pelos vereadores Luizinho Liell (MDB) e Inácio Weber (MDB), faz referência à segurança dos usuários. O vereador Gilmar Haas (PSDB) disse que a situação é preocupante e uma solução deve ser tomada. O vereador Daniel Martiny Gossler (MDB) parabenizou os proponentes da moção, dizendo haver descaso no que diz respeito à rodovia que vira um “queijo suíço” a cada chuva. A moção foi aprovada por todos os vereadores.

Faz tempo que as obras na ERS 122 vêm gerando críticas. Em alguns pontos repavimentados, as nova camada de asfalto dura pouco e logo reaparecem os buracos. E mesmo trechos aparentemente considerados em bom estado acabam tendo o asfalto removido. Conforme a EGR, em muitos locais a remoção do pavimento é feita como forma de prevenir problemas futuros, como infiltrações e danos causados pelo excesso de peso. Sobre a qualidade do trabalho executado, a EGR informou que vai analisar os problemas que teriam ocorrido.

Novo presidente da Câmara

João Rodrigues é o novo presidente da Câmara
– Crédito: Câmara de Bom Princípio

Também na noite de segunda-feira, dia 10, foi eleita a nova mesa diretora para comandar os trabalhos da Câmara de Vereadores de Bom Princípio em 2019. João Augusto Rodrigues da Silva (PTB) foi eleito presidente com 5 votos, contra 4 de Fabio Juwer (MDB). Adriano Artus (PP) será o vice-presidente, mais Dárcio Schneider (PPS) de primeiro secretário e Reges Junges (PSDB) de segundo secretário. A Câmara agora entra em recesso, com os trabalhos só retornando em fevereiro.

Deixe seu comentário