Ponto de venda de passagens, no Centro Comercial, está fechado desde 28 de maio - Crédito: Prefeitura

Depois de votação e aprovação de projeto de lei na noite da última segunda-feira, e após a sanção do projeto, será liberada a utilização de um espaço do Centro Comercial, sem a cobrança de aluguel, para o funcionamento do guichê de passagens da estação rodoviária de Bom Princípio. Até que seja realizado um processo para a escolha da empresa que irá gerir o ponto de venda de passagens, a gestão do ponto ficará ao encargo de Thomas Picolli, que atua no Centro Comercial (shopping), junto ao Parque Municipal do Morangão. Ele, juntamente à sua família, cuidará da venda das passagens.

A expectativa é que a venda das passagens volte a ser feita a partir da próxima semana, dependendo ainda da instalação de programas de computação e sistemas para que tudo esteja interligado com o sistema das rodoviárias.

De acordo com o prefeito Fábio Persch, além da venda das passagens, um posto de Estação Rodoviária é importante para a comunidade local e regional, sendo uma referência, facilitando o ir e vir de pessoas e mercadorias.

Grande parte dos municípios gaúchos não conta mais com estações rodoviárias, o que poderia ser a realidade de Bom Princípio, mas a administração municipal e a comunidade relutam quanto ao fechamento do posto, havendo interação das partes para que o município continue tendo uma estação rodoviária ativa. Em São Sebastião do Caí o posto de venda de passagens também acabou fechando no último dia 30 de maio e as autoridades lutam pela reabertura, mas depende de interessados na realização do serviço.

Em Bom Princípio, desde o último dia 28 de maio, a venda de passagens vem ocorrendo de forma embarcada, nos próprios ônibus. E o recebimento e envio de mercadorias tem que ser combinado entre remetente e destinatário, com os despachos sendo retirados diretamente com os cobradores das empresas de ônibus.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here