Episódios de “Malu entrevista – História da arte de Bom Princípio” estarão disponíveis no youtube, facebook e instagram do Espaço da Arte - Divulgação/FN

Nesta semana teve a estreia nas redes sociais do Espaço da Arte o projeto “Malu entrevista – História da arte de Bom Princípio”. A iniciativa vai dar visibilidade a oito profissionais e entidades que desenvolvem a arte em Bom Princípio, desde sua emancipação. O primeiro episódio, lançado na última segunda-feira, dia 15, foi com o fundador do Espaço da Arte, professor Fernando Tepasse. A iniciativa foi contemplada no edital de Fomento às artes, com recursos da Lei nº 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc. E nesta quinta-feira, dia 18, será disponibilizado mais um episódio, como grupo de danças alemãs Winterschneiss.

Gravações ocorreram no mês passado, com oito divertidas entrevistas
– Divulgação/FN

Serão veiculados na página do Facebook, Instagram (@espacodaarters) e canal do Youtube da organização oito divertidas entrevistas comandadas pela Vovó Malu, personagem da atriz e produtora Maria Paula Corrêa. Ela gravou em fevereiro com representantes dos setores do teatro, tradicionalismo, dança folclórica alemã, literatura, patrimônio histórico, música e canto coral, que tiveram papel relevante na história da arte da cidade. “Eles vão falar sobre suas trajetórias, os desafios e conquistas das entidades que representam, seus projetos e ações, de forma a mostrar a pluralidade e qualidade da arte feita aqui”, explica o diretor do projeto, Fernando Tepasse. A escolha das entidades e profissionais que serão entrevistados deu-se a partir de pesquisa e indicações de dirigentes culturais do município, de forma a abarcar grupos de todos os segmentos atuantes. “Importante ressaltar que não iremos fazer um documentário com todos os grupos que já existiram na cidade. Nossa intenção é mostrar de maneira inovadora como a arte influenciou na formação da comunidade e seu impacto”, complementa a idealizadora do projeto, Maria Paula Corrêa.

Essa nova iniciativa vai trazer ao público bate-papos bem humorados, leves, que querem dar espaço, com o olhar curioso e carinhoso da Vó Malu, a uma parcela significativa da arte que se faz em Bom Princípio. Isso inclui mostrar as obras, cantar, dançar, sentindo na pele e procurando mostrar o lado “real” do artista, que é trabalhador, sensível e atento àquilo que muitas vezes passa batido, vira normal e imperceptível aos olhos da maioria.

Nesse primeiro episódio, a Vovó Malu vai conhecer a história do Espaço da Arte, que há 17 anos atua com oficinas de Teatro em Bom Princípio, para mais de 1300 crianças, jovens e adultos. O cenário será o Centro de Cultura e Eventos, local de muitos espetáculos, oficinas culturais, palestras e atividades para toda comunidade.

Alex Steffen foi um dos entrevistados
– Divulgação/FN

Serão entrevistados também os padres Augusto Schneider e Gabriel Zucki Bagatini, do Seminário São João Maria Vianney, Angelo de Freitas e Daiane Maldaner, do Grupo de Danças folclóricas alemãs Winterschneiss, Clademir José Griebler, presidente do Coro Masculino de Bom Princípio, Davi Dessotti, maestro da Orquestra de Sopros de Bom Princípio – WBK, Sabrina Steffen Rauber e Rubens Dahmer Hanauer, do CTG Porteira Aberta, além dos escritores Paulo Flávio Ledur e Alex Steffen.

Acompanhe no Canal do Youtube do Espaço da Arte (https://www.youtube.com/channel/UCSv-DVEm6opiIGu22zs43QA) na página do Facebook https://www.facebook.com/espacodaarte e no IGTV do Instagram https://www.instagram.com/espacodaarters/

Espaço da Arte com novos desafios em 2021

 Depois de um ano atípico, com a suspensão das aulas presenciais de todas as unidades e oficinas online em Tupandi, Vale Real e Bom Princípio, o Espaço da Arte começa 2021 com novos projetos, financiados pela Lei Aldir Blanc, e parceria firmada com a Prefeitura de Bom Princípio, numa iniciativa inédita, que vai impactar todos os estudantes da cidade. Além disso, novas parcerias ainda estão em andamento e serão divulgadas assim que todos os detalhes estiverem ajustados

O projeto “Teatro – O Morango de Ouro” tem como objetivo valorizar a cultura e a história de Bom Princípio, através de uma esquete teatral, baseada na publicação didática-pedagógica de mesmo nome. A produção teatral será inédita e terá três versões, de forma a poder ser apresentada tanto para a Educação Infantil, quanto para Ensino Fundamental e Médio. A obra será encenada em todas as escolas municipais e estaduais de Bom Princípio.

“A Prefeitura de Bom Princípio sempre esteve ao nosso lado e nesse ano topou um novo projeto, diferente de tudo o que já realizamos. Vamos fazer uma série de apresentações nas salas de aula, para garantir o distanciamento social e a segurança dos alunos e atores. Estou muito feliz com essa nova oportunidade de difundir a arte e a história do município”, exalta Tepasse.

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here