Maiko Luan Pasa Birck, de 25 anos, sofreu acidente ontem na BR 277 em Guarapuava - Reprodução/Rádio A Voz

Um motorista de caminhão, de 25 anos, que morava em Santa Teresinha, em Bom Princípio, foi vítima de um grave acidente na tarde de ontem, sábado, dia 28. Maiko Luan Pasa Birck não resistiu e veio a falecer.

Caminhão saiu da pista e tombou na tarde de sábado na BR 277 em Guarapuava
– Crédito: PRF

O acidente ocorreu no trecho do município de Guarapuava, no Paraná, onde a carreta teria saído da pista e tombado na margem da BR 277, em Condói, perto do Trevo Três Pinheiros. O caminhão container, com placas da Feliz, estava carregado com frango congelado e o motorista ficou preso nas ferragens da cabine.

Segundo informações, Maiko era natural de Barão, mas a família já reside faz 22 anos em Bom Princípio, dos quais a 4 anos o rapaz morava em Santa Teresinha. Trabalhou também em posto de combustíveis e faz quase um ano que trabalhava como caminhoneiro. Nas redes sociais já são várias as manifestações, de familiares e amigos, lamentando o seu falecimento. Deixa os pais, irmã, irmão, demais parentes e muitos amigos. Familiares se deslocaram para o Paraná para a liberação e translado do corpo para Bom Princípio. A despedida deve ocorrer amanhã, com o velório e sepultamento.

A dor da mãe

A mãe, Celia Pasa, fez uma postagem nas redes sociais, sobre a dor pela perda do filho.

A mãe, Celia Pasa, postou foto e escreveu sobre a dor pela perda do filho

 

“Hoje eu posso dizer que senti a pior dor do mundo.

Não sei como vai ser agora sem teus abraços, teus beijos e teu sorriso, sei que vai está sempre no meu coração, mas vai ficar um vazio grande também.

O que faço com a saudade que já estou sentindo.

Quem vai me dar,,,, bom dia mãe, e falar onde tava, como estava a viagem..

Quem vai me trazer orquídeas de Holambra agora?

Estou despedaçada, tentando encontrar uma resposta, me perguntando por que ele? Tão novo com tantos sonhos ainda pra realizar.

Há meu filho, minha vida perdeu o sentido, mas sei que tenho que lutar contra essa dor.

Sei que vai demorar, até que eu consiga transformar essa dor em saudades.

Minha mãezinha vai estar lá te esperando pra te abraçar, o Adenilso e o Tiago também.

Perder um filho é sentir-se no meio do deserto e afogar-se no mar de dor! Senhor que a minha dor e a minha tristeza se tornem em felicidade!

Te amo muito meu filho, te amarei eternamente.

Vai em paz Maiko Luan

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here