Conforme a Resolução nº 001/2013 segue a relação das diárias no ano de 2018 - Fonte: Câmara de Vereadores

Os gastos em diárias de viagens pelos vereadores de Bom Princípio continua gerando repercussão.

Depois da sessão da última segunda-feira, onde o tema foi o mais discutido, a Câmara divulgou em seu facebook e site os gastos de cada vereador em 2018. Quem mais gastou foi Adriano Artus, do PP, que era o presidente da Câmara no ano passado e teve despesas de 4.396 em viagem para Brasília, onde esteve em audiência com deputados, ministros e participou da Marcha de Vereadores. Já Daniel Martiny Gossler, do MDB, gastou R$ 3.039 para participar da Marcha dos Prefeitos e encaminhar pedidos de recursos através de emendas de deputados. O atual presidente da Câmara, João Augusto Rodrigues da Silva, do PTB, gastou 3.322 reais para participar de audiências com deputados, Marcha dos Vereadores em Brasília e reunião com secretário estadual em Porto Alegre. O servidor Luciano Soeh gastou 98 reais para participar de seminário. E o também servidor Robson Ferreira Guimarães gastou 2.665 reais para acompanhamento em audiência com deputado, Marcha dos Vereadores e capacitação em gestão pública municipal.

No total, a Câmara de Bom Princípio, que foi a que mais gastou em diárias entre os 19 municípios do Vale do Caí no ano passado, teve 13.552 reais de despesas. Os gastos foram superiores até do que Câmaras de municípios bem maiores em população, como Montenegro e São Sebastião do Caí. Algumas Câmaras de municípios da região, como Feliz, Tupandi, São Vendelino e São José do Hortêncio, não tiveram nenhuma despesa com diárias em 2018. O levantamento foi divulgado na última semana pelo Ministério Público de Contas, em estudo que envolveu todos os municípios do Estado.

1 COMENTÁRIO

  1. Esses valores não são altos. Acho que deve ser feito outro tipo de avaliação, se os gastos geraram recursos aos municípios. Caso positivo, é normal haverem despesas, caso não tenham obtido nada, aí sim fica difícil de explicar.

Deixe seu comentário