Crédito: Divulgação

Uma oficina sobre preparação e uso de biofertilizantes foi realizada na última sexta-feira, dia 25, numa propriedade da localidade de Linha Doze, no interior de Barão. Na ocasião, o extensionista da Emater/RS-Ascar Marcos Schäfer realizou a preparação do composto a partir do uso de esterco de vaca, caldo de cana, leite, cinzas e nutrientes minerais.

Depois de fermentado, o produto pode ser aplicado na adubação foliar ou mesmo no solo, tendo alta atividade microbiana e bioativa, agindo sobre o metabolismo vegetal e promovendo a ciclagem de nutrientes do solo. “Um conjunto que garante proteção e resistência às plantas, no que diz respeito aos ataques de pragas e doenças”, salientou.

De forma complementar, o extensionista da Emater/RS-Ascar de Barão, Edmundo Hoppe Oderich, explica que o biofertilizante contribui para o equilíbrio da vida do solo, potencializando o processo de assimilação de nutrientes pelas plantas, o que tornará os resultados mais duradouros. Demandada pelo Organismo de Controle Social (OCS) Barão Orgânico, a atividade está aberta para outros interessados no tema.

Na tarde do encontro, foram produzidos 250 litros de concentrado, que estará pronto para o uso após o processo de fermentação, que levará cerca de 60 dias até estar concluído. O evento, organizado pela Emater/RS-Ascar, seguiu todas as recomendações de saúde por causa da pandemia de Covid-19.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here