Crédito: Getty Images

Novamente, não houve consenso entre os representantes dos 20 municípios do Vale do Caí sobre a reabertura das escolas para aulas presenciais. Em reunião realizada na tarde dessa sexta-feira, no campus da UCS de São Sebastião do Caí, apenas os gestores de Barão, Feliz e Harmonia sinalizaram com uma retomada das atividades nas unidades de ensino infantil já nos próximos dias.

No caso das escolas harmonienses, havia uma previsão estabelecida de reabertura já na próxima terça-feira, dia 13, mas, conforme o prefeito Lico Fink (PSDB), também presidente da Amvarc, já havia afirmado ao Fato Novo, a medida será adiada para o dia 19, mesma data projetada na Feliz pelo prefeito Albano Kunrath (MDB). Já Barão sinalizou com um retorno de forma parcial das escolas infantis.

“A nossa pesquisa (feita com os pais) deu que 30% querem a volta das aulas. Vamos retornar primeiro para esta população que mais precisa”, afirma Lico. O prefeito harmoniense completa que, ainda que o ensino infantil seja visto como um teste, por hora, os alunos dos níveis fundamental e médio deverão seguir com ensino à distância.

Os demais dezessete municípios vinculados à Amvarc seguem descartando aulas presenciais a curto prazo. As respectivas decisões se amparam nas pesquisas realizadas com pais dos alunos – que se mostraram, em maioria, desfavoráveis ao encaminhamento dos filhos para os estabelecimentos de ensino -, em dificuldades no cumprimento dos protocolos de prevenção à Covid-19 e na organização do transporte escolar e também no fato de boa parte dos educadores integrarem o grupo considerado de risco para a doença.

Um debate a nível estadual da situação da Educação deverá acontecer na próxima terça-feira, a partir de uma reunião convocada pelo governador Eduardo Leite (PSDB).

 

* Atualizado em 09/10/2020, às 22h44.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here