‘Resíduos pela Vida’ estimula moradores a destinarem seus resíduos em pontos de coleta, para que os recursos resultantes da reciclagem sejam revertidos em causas sociais - Crédito:

O Hospital Schlatter, localizado em Feliz, e o Corpo de Bombeiros de Alto Feliz receberam os cheques pela participação no projeto “Resíduos Pela Vida”, da Plastiweber. Por meio da iniciativa, a empresa de soluções sustentáveis em plástico incentiva a comunidade a separar e destinar resíduos como plásticos flexíveis, PETs, alumínios e óleo de cozinha usado em pontos de entrega voluntária localizados nos dois municípios, para encaminhamento à reciclagem e para que os recursos financeiros sejam revertidos em ações sociais. O hospital foi beneficiado com a quantia de R$ 6.560, referente a mais de 5.200 quilos de materiais entregues, enquanto o corpo de bombeiros recebeu R$ 1.544, pela entrega de 1.035 quilos.

No município de Feliz, há pontos de entrega espalhados por estabelecimentos comerciais, supermercados e condomínios, além de um ponto fixo localizado na entrada da própria sede da Plastiweber. Já em Alto Feliz, os moradores que desejam colaborar com a causa podem entregar os resíduos no Multibazar da Ivânia, no centro da cidade.

mais de R$ 8 mil foram entregues pela Plastiweber às instituições
– Crédito: Plastiweber

O diretor administrativo da Plastiweber, Moisés Weber, explicou o propósito do projeto e o desejo de expansão para um número cada vez maior de municípios. “Um dos compromissos da Plastiweber é uma atuação muito próxima à comunidade do entorno, estimulando ações focadas na educação ambiental, incentivando a participação dos cidadãos na nossa cadeia de economia circular e gerando impacto social positivo. É extremamente gratificante ver duas instituições com trabalhos tão fundamentais para Feliz e para Alto Feliz fazendo parte disso e recebendo recursos financeiros, que serão revertidos em melhorias para as entidades. A nossa intenção é expandir o projeto para outros municípios e mostrar às comunidades que os resíduos podem ter um grande valor econômico”, destacou.

Os plásticos flexíveis arrecadados, como fardos de alimentos, embalagens de móveis, plástico bolha e outros, são destinados à reciclagem na própria Plastiweber. A empresa é pioneira na produção de embalagens secundárias 100% recicladas e de alta performance; esta categoria de embalagens é voltada para transporte, isto é, o fardo que agrega os produtos nos trajetos entre indústria e mercado. Já os demais materiais entregues nos pontos do projeto Resíduos pela Vida, como PETs e alumínios, são vendidos pela Plastiweber a outros processadores.

Para a secretária do Corpo de Bombeiros de Alto Feliz, Cristiéli Crestani, o movimento junto à Plastiweber dialoga com as principais defesas da corporação. “O projeto Resíduos pela Vida tem uma importância muito grande: para o meio ambiente, estimulando o descarte correto dos resíduos, e, ainda, gerando recursos financeiros para as entidades parceiras. Nós, como defensores da causa ambiental,  sabemos os impactos negativos do descarte incorreto e suas consequências. Neste ano, arrecadamos mais de mil quilos de resíduos, e o valor recebido será revertido em materiais para a nossa Associação de Bombeiros Voluntários de Alto Feliz. A comunidade se empenha em ajudar, separando os resíduos e levando ao nosso ponto de coleta”, ressaltou.

Pessoas e instituições interessadas em participar do projeto Resíduos pela Vida, inclusive em outros municípios do Rio Grande do Sul, podem conferir as informações no site https://www.plastiweber.com.br/residues.

 

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here