O exemplo dado pelos primeiros colonizadores de Bom Princípio serve ainda de inspiração para a sua população atual, que consegue fazer do seu município um dos mais evoluídos de todo o país Arquivo/FN

Liderados por homens de grande visão, como João Guilherme Winter e Jacó Felipe Selbach, os primeiros habitantes de Bom Princípio realizaram uma obra extraordinária.

Quando chegaram os primeiros colonos, por volta de 1850, o território do atual município era coberto de florestas. Era um território selvagem sujeito ao ataque dos índios e povoado de animais perigosos, como a onça.

Mas os colonos vindos da Europa logo se destacaram porque trouxeram da sua terra instrumentos e técnicas avançadas, tanto na área agrícola como nas industrial, comercial e financeira.

A família de Jacó Felipe Selbach, por exemplo, se dedicava na Alemanha ao comércio e à navegação. E foi isto que Jacó fez ao estabelecer-se em Bom Princípio, trabalhando com as técnicas que eram usadas na Alemanha. E assim cada um dos colonos que vieram para Bom Princípio deu a sua contribuição, trabalhando e produzindo com um grau de tecnologia e produtividade muito superior ao que se observava no restante do país naquela época. O resultado disto foi o rápido desenvolvimento da colônia a ponto de, em apenas 50 anos, aquilo que era um território selvagem haver se transformado numa região altamente civilizada.

Bom Princípio tinha, naquela época, um forte intercâmbio cultural e econômico com a Alemanha e isto possibilitou que a população local vivesse num nível cultural e tecnológico bem perto daquele que existia na Europa. Os padres e pastores do Caí, Bom Princípio e outras localidades da região eram alemães e alguns deles, como Theodor Amstad, deram enorme contribuição para o desenvolvimento regional.

Contribuiu muito para o rápido crescimento da região o interesse que os colonos tinham pela educação dos filhos (preocupação que eles trouxeram da sua pátria de origem). Isto fez com que, na primeira década do século XX, existissem escolas em Bom Princípio cujos professores eram europeus, proporcionando um nível de ensino dificilmente encontrado em outra escola brasileira daquela época.

O exemplo dado pelos primeiros colonizadores de Bom Princípio serve ainda de inspiração para a sua população atual, que consegue fazer do seu município um dos mais evoluídos de todo o país.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here