Nicolau Ely construiu o magnífico Edifício Ely que ainda hoje é preservado (fica próximo à estação rodoviária de Porto Alegre).

João Pedro Gaspar Ely que foi uma personalidade de destaque na comunidade caiense. Ele era filho de Jacó Ely e Maria Gertrudes Hoffmann e veio para o Brasil acompanhado da mãe e de seus irmãos João Carlos e João Nicolau. Chegou em São Leopoldo no dia 10 de maio de 1829. Seu pai morreu pouco antes da viagem imigratória.

João Pedro Gaspar Ely nasceu em Mambächel, localidade situada na Renânia-Palatinado, hoje um dos estados constituintes da Alemanha. Nasceu em 13 de janeiro de 1810. A viúva Ely e seus filhos fixaram-se na Feitoria Velha, perto de Lomba Grande.

Em 1848 os irmãos Ely ainda viviam na Feitoria e em Lomba Grande e eram mais ou menos prósperos. Pedro era proprietário de um engenho de mandioca. Mas já nesta época ele e o irmão Carlos se dedicavam à navegação no rio Caí. Eles começaram como remadores, mas já em 1844 há registros de que Pedro era proprietário de um lanchão que navegava pelo rio Caí. Com remadores que eram seus empregados ele percorria o rio Caí levando mercadorias e passageiros no seu lanchão.

Pedro Ely era inteligente e assimilou logo a língua portuguesa. Ele tinha a pele morena e o cabelo crespo, o que fez com que recebesse o apelido de Pedro Preto (Schwarzer Peter) pelo qual ficou muito conhecido em toda a colônia alemã.

Pedro casou-se com Cristina Regner e, com o falecimento precoce desta, casou novamente com Catarina Elisabete Kunz. O casal viveu no Caí, onde criou seus dez filhos.
Catarina Ely, que era a filha mais velha de Pedro e Catarina, nasceu em 1831 e casou com João Klein em 18 de agosto de 1849. O casal viveu na localidade de Vigia, no interior caiense, dedicando-se à agricultura.

Catarina Ely era irmã de Nicolau Ely, que foi tentar a vida em Porto Alegre e fez fortuna. Foi comerciante de tecidos, importador e exportador. Construiu o magnífico Edifício Ely que ainda hoje é preservado (fica próximo à estação rodoviária de Porto Alegre). Pedro Ely Jr (filho de João Nicolau Ely e sobrinho de Pedro Ely) foi o iniciador e agrimensor da localidade de São Sebastião do Caí, fazendo parte da primeira câmara de vereadores caiense. Foi também o criador da Picada Poço das Antas, juntamente com os irmãos Weber.

Um sobrinho de Catarina, chamado Jacó Nicolau Ely foi intendente de Garibaldi, delegado de polícia, juiz distrital e Coronel da Guarda Nacional, além de industrial de porte. Ele foi casado com Vitória, filha de Manuel Peterlongo, engenheiro agrícola nascido na Itália, fundador da vinícola Peterlongo.

Deixe seu comentário