O avô do Cardeal Dom Odilo viveu em Alto Feliz Reprodução/Internet

A Igreja Católica, no Rio Grande do Sul, só produziu quatro cardeais até hoje. O primeiro deles foi Dom Vicente Scherer, sagrado 1969. O segundo foi Dom Aloísio Lorscheider, que chegou a esta condição no ano de 1976. O terceiro foi Dom Cláudio Hummes, em 2001. Em 2007 foi anunciada a escolha do quarto cardeal nascido no Rio Grande do Sul: Dom Odilo Scherer.

Dom Odilo, que é arcebispo de São Paulo, foi empossado cardeal no dia 24 de novembro de 2007.

Ele tem 70 anos e é um dos mais jovens cardeais. Por este motivo e também pela sua capacidade de administrador e pela carreira que fez no Vaticano, onde trabalhou nos anos de 1994 a 2001, o novo cardeal é tido como forte candidato a ser Papa.

Dom Odilo tem vários parentes na nossa região, inclusive Guido Scherer, (de Harmonia) que é também seu amigo.

Com isto passam a ser duas as possibilidades de que uma pessoa ligada à nossa região chegue a ser Papa, já que Dom Cláudio Hummes também é cotado para isto.

Vale do Caí

  • Dom Vicente Scherer, o primeiro cardeal gaúcho, nasceu em Santa Terezinha, no município de Bom Princípio.
  • Dom Aloísio Lorscheider nasceu no município de Estrela, mas seu pai era natural de São José do Hortêncio.
  • Dom Cláudio Hummes nasceu em Batinga, no interior de Montenegro.

E o mais novo cardeal, Dom Odilo, mesmo tendo nascido na localidade de Linha São Francisco, no interior de Cerro Largo, tem também as suas origens na região. Seu avô foi Francisco Scherer, que residia em Alto Feliz. E o seu pai foi Edvino Scherer, que mudou-se por volta de 1925, para Linha São Francisco, com os pais e demais familiares. O avô de Dom Odilo, por parte da mãe, também era do Vale do Caí. Ele viveu em Nova Colúmbia, no município de Bom Princípio. Localidade vizinha a Santa Terezinha (terra natal do Cardeal Dom Vicente Scherer).

Há um parentesco entre Dom Vicente e Dom Odilo. O pai de Dom Vicente, que se chamava Peter, era primo em primeiro grau de Mathias Scherer, que foi o avô de Dom Odilo.

Tudo isto vem confirmar a importância que tem o Vale do Caí na formação de religiosos católicos. Inclusive das suas maiores autoridades.

Como cardeal da diocese de São Paulo, Dom Odilo não se omite na discussão dos temas institucionais do país e da sua diocese.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here