Próximo a confluência do Arroio Maratá com o Rio Caí, foi criado um porto Google Earth/Divulgação

Grande parte das casas construídas em Porto Alegre no século XIX e nas primeiras décadas do século XX utilizaram madeira de lei extraída das florestas do Vale do Caí. Os troncos das árvores abatidas eram conduzidas rio abaixo, flutuando nas águas do Caí amarrados uns nos outros. Esta atividade foi intensa, também, no Arroio Maratá, pelo qual os irmãos Brochier, que moravam onde hoje se situa a cidade de Brochier. Estes pioneiros, que eram franceses, vieram morar no local pelo ano de 1832 e, como verdadeiros desbravadores, tiveram de enfrentar índios e onças.

Até a barra do arroio Maratá o rio Caí oferece condições de navegabilidade o ano todo. Razão pela qual o porto ali localizado serviu como ponto final de navegação antes da construção da barragem Rio Branco. Dali para diante, passageiros e mercadorias que se destinavam ao Caí ou à serra tinham de seguir à pé, em carretas ou carruagem. Só quando o rio estava cheio era possível chegar com barcos maiores até o porto do Caí. Esta situação perdurou até 1906, quando foi concluída a barragem.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here