O padre Arthur Rabuske foi um grande pesquisador da colonização alemão no estado. Reprodução/FN

O padre Arthur Rabuske, na sua obra Zwei Opfer des Cahy-Flusses in Südbrasilien, narra o seguinte sobre os primeiros colonizadores do Vale do Caí: “Tanto quanto sabemos, a colônia do Caí foi fundada em 1858. Na época ela tinha as seguintes divisas: com o Caí propriamente dito, Escadinhas e uma parte do Arroio Bonito e Vigia. Cerca de dez anos antes exitiam nesta região somente três moradas que despontavam dentro da mata densa: a fazenda da família Santos, nas proximidades da atual cidade de São Sebastião do Caí, a de Ledur, nas margens do arroio Três Mares e, mais acima, nas proximidades do local onde mais tarde morou Leopoldo Wiltgen, a do velho Morais.”

Segundo o pesquisador Jacó Selbach, Leopoldo Wiltgen morava no Caí Velho, ou seja, junto à margem esquerda do rio Caí, abaixo da Bela Vista e acima do bairro caiense do Rio Branco.

Continuando com as palavras de Rabuske, veremos que “Escadinhas era o nome da localidade situada acima da Colônia Caí e este nome deriva dos degraus existentes na rocha, na margem do rio Caí. Também se falou que existia uma povoação primitiva no Paraíso, tendo este nome sido dado ao local pelos seus primeiros povoadores. Entre estes contamos Nikolaus e Michael Ledur, Eckart, Ott, Allgayer, Müller, Weber e Knapp.”

Lembre-se que o Weber aqui citado deve ser o mesmo que veio para a região juntamente com Lamberto Versteg conforme foi relatado em As Vítimas do Bugre.

Ainda segundo Rabuske, “Estas famílias provieram de 14 Colônias” (localidade situada perto de São José do Hortêncio, porém ao lado esquerdo do Arroio Cadeia). “Do Passo Selbach e do Wilchen para cima, as terras eram da família Moraes. Ali foram compradas terras por colonos vindos de outras colônias, como os Weber, Junges, Fritzen e Schmitz, que vieram de Hortêncio; assim como Finger Stoll e Klein, vindos de Berghaner Schneiss em Bom Jardim (hoje Ivoti).”

Segundo consta da obra A Colonização Alemã e o Rio Grande do Sul, de Jean Roche, a colônia de Escadinhas foi criada em 1860 por iniciativa de Moraes.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here