Triunfo foi um dos primeiros municípios gaúchos e seu território incluía o Vale do Caí

Os primeiros moradores das margens do rio Caí eram de origem lusa.
José Pinto Ramirez, que era meio irmão do grande herói riograndense Francisco Pinto Bandeira, teve a sua estância no outro lado do Rio dos Sinos, e ela se estendia até a margem do rio Caí. Foi, possivelmente, o primeiro habitante branco do Vale do Caí. Ou, pelo menos, o primeiro proprietário de terras na região situada entre o Rio dos Sinos e o Caí.

Outro dos primeiros moradores foi José Leite de Oliveira, que era casado com uma filha de Jerônimo de Ornelas (o primeiro morador de Porto Alegre) chamada Fabiana. Suas terras correspondiam à área de Capela de Santana, estendendo-se, possivelmente, até Estância Velha e São José do Hortêncio. Ele nasceu em Portugal no ano de 1714 e veio bem jovem para o Rio Grande do Sul, passando a atuar como tropeiro. Já em 1740 aparecia como proprietário de uma área de terras que ia das margens do rio dos Sinos até as dos rios Cadeia e Caí.

Um pouco mais para o interior, já no outro lado do rio Caí, estabeleceu-se Antônio de Souza Fernando, que foi um dos colonos trazidos de Portugal para povoar a Colônia de Sacramento em 1718. Posteriormente, ele transformou-se em tropeiro de gado e acabou se fixando na área de terra mencionada, que ficava ao sul da atual cidade de Montenegro. Foi ele, ao que se sabe, o primeiro branco a estabelecer-se no que é hoje o município de Montenegro e isto aconteceu pelo ano de 1740 ou alguns anos antes. Era sua uma grande área de terras que incluía o terreno onde hoje se encontra implantado o Polo Petroquímico de Triunfo.

Estes pioneiros ocuparam terras ricas em campos. Próprias para a criação de gado e menos expostas aos ataques de dois temidos inimigos: os índios e as onças.

Deixe seu comentário