Mário Leão em encontro com o presidente Figueiredo Arquivo/Familiar

Na década de 40, foi muito grande a movimentação de madeira de pinho vinda da região serrana do estado. Mas o transporte rodoviário era muito deficiente na época, tanto pela precariedade das estradas como dos veículos daquela época. Para se ter uma ideia, a madeira que era trazida de caminhão da serra para Porto Alegre vinha de caminhão até o Caí e então baldeada para as gasolinas. Isto devido à dificuldade que tinham os caminhões da época para subir a lomba da Roseta, situada na localidade de Costa do Cadeia (cerca de um quilômetro depois da ponte de ferro sobre o arroio Cadeia). Também os ônibus tinham dificuldade de subir esta lomba, sendo comum os passageiros descerem para empurrar o ônibus naquele local. Esta estrada (e a lomba) existem ainda hoje e os veículos atuais a sobem com extrema facilidade. Esta dificuldade tornou-se ainda maior durante a Segunda Guerra Mundial (de 1939 a 1945), quando falhou o abastecimento de petróleo ao país. Os caminhões passaram a funcionar movidos a gasogênio, o que os tornou ainda menos eficientes do que eram quando movidos a gasolina.

Um ano antes de formar-se em Direito na UFRGS, em 1952, Mário passou a atuar no Caí, trabalhando junto com seu irmão Olavo Leão (oito anos mais velho), também advogado e bastante conceituado na região. Na época o Caí era um município muito grande, incluindo ainda Nova Petrópolis, Feliz, Portão, Bom Princípio, São Vendelino, Capela de Santana e São José do Hortêncio, mas contava apenas com três advogados: Athos de Moraes Fortes, Orestes José Lucas e Olavo Leão. Este último tinha a vantagem de ser o único a falar alemão, o que lhe proporcionava excelente clientela no importante distrito de Nova Petrópolis. Ainda no ano de 1951, Mário candidatou-se a vereador e conseguiu eleger-se, pelo Partido Libertador (PL).

O prefeito eleito, doutor Orestes José Lucas, que governou de 1º de janeiro de 1952 a 31 de dezembro de 1955, convidou-o para ser o secretário da prefeitura (naquele tempo só existia um secretário municipal). E, depois de auxiliar Orestes nos quatro anos do seu governo, Mário foi escolhido para ser candidato a prefeito. Quando disputou a eleição, tinha apenas 32 anos e foi o vitorioso. Seu opositor na eleição foi Egon Veit, pai do depois prefeito caiense Gerson Veit. Valeu-lhe para esta vitória, além das qualidades pessoais, o grande prestígio do doutor Orestes, que liderava o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) no município. Egon Veit pertencia ao PSD, que tinha como seu principal líder local o doutor Bruno Cassel.

No período de oito anos em que o doutor Mário esteve na administração municipal (como secretário e depois como prefeito) ocorreram três fatos de suma importância para o município. Em 1953, Bom Princípio separou-se de Montenegro e anexou-se ao Caí. Em 1954, Nova Petrópolis emancipou-se (o vice-prefeito caiense, na época, era Lino Grins, tio do arcebispo metropolitano Dom Dadeus Grins). E, em 1959, ocorreu a emancipação do distrito de Feliz. As emancipações foram tranquilas pois o Caí reconhecia as dificuldades que tinha para atender a um território tão grande. Na época a prefeitura contava com apenas oito ou novo funcionários administrativos e quase nenhum maquinário para a conservação das estradas. Antes da emancipação de Nova Petrópolis, a divisa do Caí chegava até as imediações de Gramado (oito quilômetros).

Em 1954 o doutor Orestes Lucas recebeu um convite do governador para acompanhar sua comitiva à Exposição Rural de Bagé. A viagem seria aérea e, como o doutor Orestes tinha medo de avião, foram em seu lugar o secretário da prefeitura, Mário Leão, e o secretário da Câmara, Wallace Kruse. Foi a primeira vez que Mário andou de avião. Esteve presente à exposição o presidente Getúlio Vargas que iria suicidar-se um mês depois. Numa fotografia da época publicada em 2006 por Zero Hora o doutor Mário aparece na foto de um grupo de políticos que estavam próximos do presidente. Ao lado de Mário, aparece na foto o chefe da segurança de Getúlio, Gregório Fortunato, que desempenhou importante papel nos históricos momentos que se seguiram.

Continua…

Deixe seu comentário