O Pareci começou na margem esquerda do rio Cai, depois surgiu o Pareci Novo, na margem direita, que hoje é município Arquivo/FN

Existem duas localidades na região do Vale do Caí com o nome de Pareci. Uma delas é o Pareci Velho, cujo núcleo central se localiza no município de São Sebastião do Caí mas que se estende também pelo município de Capela de Santana. A outra é Pareci Novo, cidade sede do município do mesmo nome. As duas localidades são separadas pelo rio Caí, ficando o Pareci Velho no lado esquerdo do rio e o Pareci Novo no lado direito (considerando-se a posição de quem está descendo o rio).

A paróquia de Triunfo, da qual o Padre Clarque foi o primeiro vigário, era muito grande. Ela compreendia todo o território existente entre os rios do Sinos e Caí, Caí e Taquari e, ainda, entre o Taquari e o Pardo. E em todo este enorme território, conforme levantamento feito pelo padre em 1758, haviam apenas duas povoações além da sede paroquial: as de Santo Amaro (hoje São Jerônimo) e de Rio Pardo (hoje a cidade do mesmo nome). Além disto, haviam 25 grandes fazendas neste mesmo território. Nesta época, portanto, o povoado de Capela de Santana (o mais antiga do Vale do Caí) ainda não existia. Mas haviam várias fazendas na região de Capela, que então era conhecida como Ilha do Rio dos Sinos. Uma delas situava-se um pouco ao sul do local onde hoje existe a cidade do Caí. Esta fazenda, e mais uma outra situada atrás da atual cidade de Montenegro, pertenciam a Bernardo Batista.

Continuação na postagem: Antigos moradores de Capela

Deixe seu comentário